SAÚDE

Governo do Estado investe mais R$ 2 milhões em 27 ambulâncias

Do total de viaturas, sete foram compradas apenas com recursos do tesouro estadual

Por Agência Sergipe de Noticias
19 maio 2017, 17h46

O Governo do Estado promove a aquisição de novas 27 novas ambulâncias, ultrapassando R$ 2 milhões em investimentos. Do total de viaturas, sete foram compradas apenas com recursos do tesouro estadual, a partir de R$ 489.531, e uma delas foi entregue na manhã desta quinta-feira, 18, e destinada para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do município de Simão Dias. Em 45 dias, mais 20 ambulâncias serão adquiridas com recursos do Proinveste, totalizando R$ 1.876.191 em investimentos.

Segundo a Secretaria de Estado da Saúde (SES), o dinheiro investido na compra das sete ambulâncias é proveniente das medidas administrativas adotadas pelo órgão, que resultaram numa economia de mais de R$ 7 milhões em 90 dias.

De acordo com o secretário de Estado da Saúde, Almeida Lima, novas entregas de ambulâncias serão realizadas na próxima semana, sendo contemplados o Hospital de Urgência de Sergipe (Huse), Maternidade Nossa Senhora de Lourdes e os Hospitais Regionais de Estância, Propriá, Nossa Senhora da Glória e Nossa Senhora do Socorro.

“Estamos levando aos hospitais regionais e às UPAS ambulâncias que executam serviços inter-hospitalares de grande necessidade para atender às demandas. Com essa medida, dinamizamos o fluxo da Rede Estadual de Saúde e proporcionamos à população da Grande Aracaju e de outros municípios, por meio do Governo do Estado, mais uma boa notícia nesta área”, declarou Almeida Lima.

O diretor da UPA Simão Dias, Pedro Henrique Bispo, destaca que a aquisição da ambulância de pequeno porte é de grande importância para remoção de pacientes, cujos casos são diagnosticados como de menor complexidade.

“Grande número desses pacientes precisa ser removido para hospitais de referência em Aracaju, Itabaiana e Lagarto e a entrega da ambulância contribui também para desafogar o Samu [Serviço de Atendimento Móvel de Urgência], uma vez que um veículo de pequeno porte é útil no transporte desses pacientes. Dessa forma, o Serviço tende a oferecer assistência mais ampla aos casos mais graves a que se destinam atender”, afirmou o gestor.