FALTA DE ATENÇÃO

Jairo repudia descaso de Temer para com nordestinos

Para o deputado, que é da região sertaneja, atitude do presidente é lamentável

Por Assessoria Parlamentar - Alese
24 mar 2017, 08h57

O deputado estadual Jairo de Glória (PRB) repudiou hoje (23), a atitude do presidente Michel Temer (PMDB) que decidiu não mais enviar as 200 toneladas de milho, a preço subsidiado, para socorrer os sertanejos que têm visto os seus rebanhos morrerem por falta de alimento.

“Há pouco mais de um mês, Temer reuniu governadores e parlamentares das bancadas federais do Nordeste para anunciar a aquisição do produto e dizer que a região era prioridade no seu governo. Agora, aceita ser desautorizado por um auxiliar e, simplesmente, recua”, lamentou Jairo, referindo-se à declaração do ministro da Fazenda, Henrique Meirelles de que não irá assumir essa conta.

No entender de Jairo, a atitude de Temer é lamentável e conota desrespeito e descaso para com o povo nordestino. “Como se diz, é querer mangar da cara do nosso povo que, é bom que se frise, não quer esmolas, quer apenas condições para continuar sobrevivendo em sua terra”, enfatizou o deputado.

Jairo lembrou que o milho subsidiado ajudaria, especialmente, os pequenos produtores que lutam incessantemente para salvar o seu rebanho. “O governo fez palanque, ganhou os holofotes e, agora, simplesmente, diz que não vai poder fazer. Repudiável sob todos os aspectos”, reclamou Jairo.

O parlamentar manifestou solidariedade aos  sertanejos que, há anos, sofrem as agruras da falta de política ostensiva que minimize os efeitos da longa estiagem. “É um quadro que dizima os animais e deixa milhares de pessoas em condições de miserabilidade”, pontuou Jairo, que é morador do sertão.

Foto: Ascom Alese