INVESTIMENTOS

Luciano Pimentel pede que Petrobras fale na Alese

Estatal é tema recorrente no mandato do deputado, em virtude da relevância para a economia sergipana

Por Assessoria do parlamentar
06 abr 2017, 11h40

O deputado estadual Luciano Pimentel, PSB, tem revelado no Legislativo de Sergipe uma enorme preocupação com o esmorecimento das atividades funcionais da Petrobras no Estado. Para ele, isso é recheado de significados incômodos, uma vez que a economia do Estado e dos municípios sergipanos está muito ligada a esta estatal do petróleo, que gera renda através dos royalties, além de empregos.

Para saber como andam as coisas na esfera da Petrobras em Sergipe, Luciano Pimentel já fez aprovar juntamente aos demais deputados estaduais na Assembleia Legislativa um requerimento convidando o gerente-Geral da empresa para ir ao plenário fazer uma explanação do planejamento dela, dos seus horizontes futuros de investimento.

E para que este requerimento tenha mais validade e se materialize de fato, na última terça-feira, Luciano Pimentel e o presidente da Alese, deputado Luciano Bispo, PMDB, foram diretamente à sede da Petrobras informar da intenção de ter estes informes compartilhados com o Poder Legislativo e com os sergipanos. “Para todo o Estado de Sergipe, o que a Petrobras tem a dizer é de uma grande importância”, afirma Luciano Pimentel.

Na sede da Petrobras, eles foram recebidos pelo gerente-Geral interino, Genildo Luiz Borba, que desde o final do ano passado responde pela Gerência-Geral com a saída de Nilo Azevedo. Segundo Luciano Pimentel, a visita foi proveitosa. “Fomos muito bem recebidos. Discutimos diversos outros assuntos que haveremos de abordar em outra oportunidade, porque não é possível agora nesse pequeno expediente, por ser um tempo muito curto. Mas temos a boa vontade dos que fazem a Petrobras no Estado de Sergipe”, disse o parlamentar, em plenário.

O tema Petrobras é recorrente no mandato de Pimentel. “Nós já apresentamos aqui dados que são preocupantes em relação à queda da exploração do petróleo em nosso Estado, em relação à queda do volume de recursos de royalties que são transferidos aos municípios. Nós precisamos conhecer qual o planejamento da Petrobras para o nosso Estado. Quais são os investimentos que estão previstos para os municípios sergipanos e para o Estado de Sergipe como um todo”, disse o deputado.

“Temos uma grande preocupação com os problemas que vem enfrentando esta importante companhia, seja do ponto de vista econômico e financeiro, ocasionados pelas políticas econômicas, pelas fraudes que aconteceram na Petrobras e por todas as outras circunstâncias que são de mercado. Haveremos, ainda esta semana, de fazer um diagnóstico do quadro de arrecadação de royalties no Estado de Sergipe”, disse o parlamentar.