2018

Valadares quer saber se Jackson Barreto usará a máquina pública na campanha

“Já que perguntar não ofende: quem vai então bancar os candidatos do governo, já que a maioria do grupo diz não ter dinheiro? Será a máquina pública?”, diz o senador

Por Jozailto Lima
16 jul 2017, 18h54

O senador Antônio Carlos Valadares, PSB, quer saber se o governador Jackson Barreto vai usar a máquina pública na campanha pela sucessão dele mesmo no ano que vem.

A reação do senador veio em contestação à provocação do governador Jackson Barreto, publicada na coluna Aparte deste sábado.

JB toca no assunto duas vezes. Numa, assim: “Eu não quero estar polemizando com Valadares. Mas o que se precisa saber é se os aliados estão dispostos o a levantá-lo e a bancá-lo. A custa de quê? Assim como nem eu e nem mais ninguém do nosso lado estamos mais dispostos”, diz.

Na noutra, ele aponta que Eduardo Amorim sempre fez campanhas ricas, mas indica que a “fonte secou”:
“Veja: foi muito investimento para Eduardo Amorim ser o mais votado deputado federal em 2006. Foi muito dinheiro para Eduardo Amorim ser o mais votado senador da República por Sergipe em 2010, e se credenciar como candidato a governador, não foi?. Foi muito dinheiro para Eduardo Amorim ser candidato a governador e perder o governo feio, não foi? Mas a fonte que o financiou este tempo todo, tem dinheiro agora para financiá-lo novamente? Tem não. A fonte secou”, diz Jackson.

Especificamente no caso Valadares, JB faz as seguintes perguntas: “Em 2016, os aliados todos investiram em Valadares Filho para prefeito e agora vão investir em Valadares pai para governador? Valadares pai para governador, Valadares pai para senador: quem bancará?”.

É aqui que o senador Valadares não deixa barato: “Jackson Barreto pergunta: quem vai bancar os candidatos da oposição? Já que perguntar não ofende: quem vai então bancar os candidatos do governo, já que a maioria do grupo diz não ter dinheiro? Será a máquina pública?”, questiona o senador.