PROPRIÁ

Secretário vai à Câmara falar sobre obras atrasadas

Na oportunidade, foi entregue uma cópia do “Relatório de esclarecimento sobre o motivo da não conclusão da obra de construção Caixa d’água do assentamento Padre Cícero"

Por Ascom
07 abr 2017, 14h31

O secretário Municipal de Desenvolvimento Urbano de Propriá, Edeildo Santos Filho, participou da sessão ordinária na Câmara de Vereadores, atendendo à convocação realizada através do Requerimento de nº 043 de 2017, de autoria do presidente da Casa, José Aelson dos Santos (PSD). Na oportunidade, foi entregue aos vereadores presentes e a dois representantes da população que se encontravam na Galeria – o ex-vereador Ivan José Ayres de Freitas Britto e o ativista cultural Renisson Felix – uma cópia do “Relatório de esclarecimento sobre o motivo da não conclusão da obra de construção Caixa d’água do assentamento Padre Cícero e demais obras paralisadas”.

Edeildo discorreu sobre o referido relatório, apresentando o estado físico em que se encontravam a Secretaria (SEMDURB) e seus veículos quando assumiu a pasta. Ele contou que realizou uma denúncia e aproveitou a ocasião para fazer algumas considerações do trabalho que está sendo realizado.

No relatório constavam dados como: número do termo de compromisso/contrato/convênio, valor total, empresa licitante, prazo de validade da obra, datas de inicio e término, medições realizadas, situação da obra e o que está sendo feito para reverter, entre outros relatos técnicos. Essas informações são referentes às seguintes obras: construção de uma adutora para abastecer o Assentamento Padre Cícero; construção da UBS do Povoado Santa Cruz; serviço de pavimentação de diversas ruas; serviços e obras de pavimentação e infraestrutura no Bairro Matadouro Etapa I, ruas da UNIT e conjunto Lulinha.
O secretário mostrou fotos da sede da Semdurb, comparando registros do ano de 2016 a imagens do ano corrente para provar que tanto a sede quanto seus respectivos departamentos se encontram em melhores condições. “Eu criei uma meta com a minha equipe: como eu posso limpar a cidade, se a minha casa está suja? Nós começamos pela Secretaria”, frisou Edeildo.

Outra questão levantada durante a sessão foi a de um empresário que está com a posse de uma bomba hidráulica, no valor de R$ 17.000,00, da Pá Carregadeira do PAC, pertencente à Prefeitura Municipal de Propriá, por conta de uma dívida feita na gestão passada pelo até então Diretor de Transportes da SEMDURB, no valor de R$ 3.000,00. O mesmo ressaltou que fará a devolução somente quando o pagamento da dívida for efetuado – caso que não foi passado na transição de Administração. A situação foi encaminhada para o setor jurídico do município para que medidas sejam tomadas.
Edeildo também respondeu a algumas perguntas dos vereadores sobre assuntos diversos: empresas vencedoras de licitação e a condução das obras; falta de lâmpadas para os postes e realização de licitação para aquisição; entrega da obra da segunda etapa da Orla Ribeirinha; aquisição de EPI’s; aquisição de bomba d’água do Povoado São Miguel; situação da Bairro Bela Vista; contratação de um Técnico de Segurança no Trabalho; possibilidade de construção de uma quadra no Povoado Santa Cruz; pavimentação de ruas do Bairro Matadouro; limpeza das margens do Rio São Francisco.

O secretário garantiu que irá resolver as problemáticas levantadas e julgou produtivo o encontro. “O meu sentimento ao sair do Plenário é de que terminou tudo em harmonia, estreitou ainda mais os laços com os vereadores e fortaleceu o bom relacionamento que já existia. Tentei ser o máximo transparente possível, sem ser agressivo com o ex-gestor e com ninguém. Falei apenas a verdade evidenciando dados do relatório”, afirmou Edeildo.