BOQUIM

Servidores iniciam greve para restabelecer diálogo com prefeito

De acordo com o Sindicato do município, desde o dia 17 de abril os servidores aguardam uma resposta do Oficio nº 38, que solicita um agendamento com o gestor para tratar da Data Base

Por Ascom do Sindicato
17 maio 2017, 13h43

Em assembleia realizada na tarde de ontem, terça-feira, 16, os servidores públicos municipais de Boquim decidiram paralisar suas atividades nesta quarta-feira, dia 17 de maio, para que o prefeito, Eraldo de Andrade Santos, SD, retorne a negociação sobre o reajuste salarial da categoria para este ano.

De acordo com o Sindicato do município, desde o dia 17 de abril os servidores aguardam uma resposta do Oficio nº 38, que solicita um agendamento com o gestor para tratar da Data Base. “Não temos nenhuma resposta. Mais de cento e poucos dias do governo da solidariedade e os servidores municipais sentem-se desprestigiados com a morosidade do prefeito Eraldo em determinar qual seria o índice do reajuste de salário”, diz, em nota, o sindicato.

E contnua: “Por esse motivo, a Assembleia deliberou em paralisar suas atividades nesta quarta-feira, dia 17 de maio, até receber um oficio da Administração Municipal marcando uma data para determinar qual seria o índice do reajuste de salário de 2017. Um sindicato forte é aquele, cuja base impulsiona a direção para o caminho certo”.