CANINDÉ DE SÃO FRANCISCO

Substituição de Wilson da Deso pode ter sido pedido político

Gerente de Operações Norte da empresa Deso, Wilson Vieira da Silva, será substituído por outro funcionário, possivelmente, até o final do mês maio

Por Propriá News
18 maio 2017, 11h18

Gerente de Operações Norte da empresa Deso, Wilson Vieira da Silva, será substituído por outro funcionário, possivelmente, até o final do mês maio. Segundo informações, o pedido da substituição de Wilson pode ter origens políticas e nenhuma relação com o modo como ele vem exercendo a função de Gerente, já que, na crítica da sociedade, o trabalho desempenhado por ele é positivo.

No histórico de Wilson, constata-se que ele tem vocação para administrador. Sua índole vem de uma formação educacional como Marista. Formado como Bacharel em Administração e atualmente fazendo pós-graduação em Gestão de Pessoas, ambos pela Unit, Wilson foi considerado pela própria Deso como funcionário exemplo.

A ele foi concedido o “Certificado de Prêmio de Qualidade Nacional em Saneamento”, no ano de 2016, numa prova do seu desempenho, alavancando a imagem da empres e contribuindo, assim, para a boa imagem administrativa de seus superiores.

A Câmara Municipal de Neópolis, em 2016, chegou a conceder-lhe uma Moção de reconhecimento, parabenizando-o pelo trabalho. Como Chefe da Regional e cidadão, ele é considerado um sujeito acessível, sempre disposto a servir 24 horas por dia. Tem tratamento fino e educado na resolução de problemas. Sua personalidade é calma e gentil. Por que substituir Wilson? Quem estaria por trás? Quais as finalidades do “possível” pedido “político” da saída de Wilson? O Governador Jackson Barreto tem conhecimento?

A Regional da Deso é de uma responsabilidade imensurável: abrange 16 cidades que vão desde Propriá até Pirambu, chegando em Siriri e Nossa Senhora das Dores. A equipe liderada por ele é de aproximadamente 150 pessoas, a maioria pais de família com os quais ele se relaciona muito bem tanto no campo profissional quanto no pessoal e político.