YoutubeFacebookTwitterInstagram
INFORMAÇÃO E ORIENTAÇÃO COVID-19
Por PMA | 24 de Jun de 2020, 11h51
Com planejamento estratégico, Prefeitura mantém medidas de combate à pandemia
Campanha de informação e orientação à população sobre a Covid-19
CompartilharWhatsapp internalFacebook internalTwitter internal
Fd8220585233b33f

Ações de enfrentamento à Covid-19 incluem medidas sanitárias, como a desinfecção de espaços públicos

A partir do Plano de Contingência, a Prefeitura de Aracaju mantém uma série de ações de enfrentamento à Covid-19, que vão desde medidas sanitárias, como a desinfecção de espaços públicos, até administrativas, a exemplo dos decretos que tratam sobre distanciamento e isolamento social.

As ações vêm sendo implementadas desde antes da confirmação do primeiro caso de contaminação na capital, ainda em março, quando a administração se antecipou à propagação do vírus, criou um Comitê de Operações Emergenciais - COE - e decretou o fechamento do comércio, das escolas, dos shoppings centers e demais serviços não essenciais, além de proibir aglomerações.

Com a confirmação, a Prefeitura também criou o MonitorAju, um serviço que acompanha e orienta pessoas sintomáticas e assintomáticas, suspeitas e confirmadas de covid-19. O serviço conta com mais de 80 profissionais, formados em diversas áreas, e já monitorou mais de 20 mil pessoas.  

A Prefeitura também transformou oito das 45 Unidades Básicas de Saúde - UBS - em referência para síndromes gripais. Assim, elas passaram a receber, exclusivamente, usuários que apresentam algum tipo de sintoma de crise respiratória ou mesmo outros sinais suspeitos de Covid-19, mantendo um controle maior, por meio da triagem dessas pessoas pelos profissionais de saúde, e desafogando as portas de urgência da rede municipal de saúde - as Unidades de Pronto Atendimento - UPA - Fernando Franco e Nestor Piva.  

HCAMP

Um marco no enfrentamento ao novo coronavírus pela administração de Aracaju é a construção do Hospital de Campanha - HCamp - Cleovansóstenes Pereira Aguiar, em funcionamento há mais de um mês como uma antecipação a um possível colapso da rede de Saúde da capital.

A unidade tem sido responsável por manter a média de ocupação dos leitos de baixa e média complexidades abaixo de 50% e dispõe de 60 leitos em funcionamento. “Nesse primeiro mês, desenvolvemos um papel importante na assistência. Pelo nosso Hospital, já passaram 128 pacientes. Desses, 70 tiveram alta. Apenas 7% necessitaram de transferência para UTI, o que mostra que a Unidade tem atendido o objetivo”, assegura a secretária municipal da Saúde, Waneska Barboza.

Só em Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) para profissionais da rede municipal de Saúde, por meio da Secretaria, já foram investidos R$ 5.672.435,00. Desse montante, R$235.063.65 foram liberados para o HCamp até sexta-feira, dia 19. Entre os itens dispensados, estão luvas, óculos de segurança, aventais, máscaras e toucas. Só de máscaras, do tipo N95 e descartáveis, foram 11.510 unidades. Também foram adquiridos 720 óculos de segurança, 7.600 aventais e 10.000 proteções para pé.

Outra vertente de atuação da Prefeitura de Aracaju nesse período é a da fiscalização. As equipes têm atuado para garantir o cumprimento dos decretos municipais e, assim, evitar tanto as aglomerações quanto o funcionamento de estabelecimentos que comercializam artigos não essenciais. A última ação ocorreu no fim de semana, na Orla da Atalaia, e reuniu membros da Defesa Civil, do Programa Municipal de Proteção e Defesa do Consumidor - Procon Aracaju - e da Guarda Municipal de Aracaju - GMA.

0854a0047064839bAo todo,19 estabelecimentos foram fiscalizados - um recebeu notificação

FISCALIZAÇÃO 

Ao todo, 19 estabelecimentos foram fiscalizados, dos quais apenas um recebeu notificação. "Em somação de esforços, verificamos o possível funcionamento irregular de bares e restaurantes, localizados na Orla da Atalaia. A ação, também, teve cunho de orientação aos banhistas, sobre a impossibilidade de utilização de espaços comunitários, a exemplo da estrutura física de bares", explica o coordenador do Procon Aracaju, Igor Lopes.

A gestão também já realizou mais de 230 ações de desinfecção em diversos pontos da cidade, conforme cronograma elaborado pela Empresa Municipal de Serviços Urbanos - Emsurb. O serviço utiliza produtos com efeito antibactericida e esterilizante, como o hipoclorito de sódio, e tem sido realizado nas áreas internas e externas de unidades de saúde, terminais de ônibus, órgãos e espaços públicos.

Segundo o presidente da Emsurb, Luiz Roberto Dantas, a empresa municipal vem, continuamente, ampliando esta ação que se integra às demais medidas adotadas pela Prefeitura para o enfrentamento à covid-19. “É uma atividade que tem trazido bons resultados e tem um efeito psicológico nas pessoas, que passam a se sentir mais seguras quando sabem que o ambiente está controlado, limpo e apto para que elas possam trabalhar e receber quem ainda necessita de atendimento presencial”, ressalta Luiz Roberto.

A garantia ao suporte nutricional necessário para os alunos da rede municipal de ensino também tem sido contínua. A Secretaria Municipal da Educação (Semed) iniciou mais uma etapa da entrega de kits de alimentação escolar para os 32 mil alunos da rede. Até o próximo dia 1°, serão cerca de 250 toneladas de alimentos distribuídos nas 74 escolas municipais de Aracaju.

Cada estudante tem direito a um kit, que é composto por alimentos que seriam servidos na merenda escolar, como arroz, feijão, macarrão, café, frango, entre outros. Neste primeiro dia de entrega, foram atendidas sete escolas dos bairros Santa Maria e 17 de Março. Até o momento, 500 toneladas de alimentos já foram distribuídas. Ao final desta etapa, serão 750 toneladas entregues aos estudantes em apenas três meses.  

7170823c49c50821Só em EPIs para profissionais da rede municipal de Saúde já foram investidos R$ 5.672.435,00 (Foto: André Moreira)