YoutubeFacebookTwitterInstagram
RECURSOS DA CAIXA
Por Ascom PMA | 22 de Set de 2017, 08h15
Edvaldo assina contrato de recebimento de R$ 63 milhões para obras em Aracaju
A liberação da emenda impositiva, a segunda do país a ser autorizada neste ano,
CompartilharWhatsapp internalFacebook internalTwitter internal
Cc7cb03e17ac779c

Edvaldo ponderou que a realização das obras se une a uma série de medidas que seu governo tem tomado

O prefeito Edvaldo Nogueira assinou, na tarde desta quinta-feira, 21, o contrato para recebimento de R$ 63 milhões da União, recursos da emenda impositiva da bancada federal de Sergipe, que serão utilizados na realização de diversas obras de infraestrutura em Aracaju. A solenidade, que lotou o auditório do Centro Administrativo Prefeito Aloísio Campos, contou com a presença do líder do governo no Congresso Nacional, deputado federal André Moura, além de deputados estaduais, prefeitos, vereadores e secretários.

A liberação da emenda impositiva, a segunda do país a ser autorizada neste ano, representa um avanço importante no projeto de reconstrução da cidade e é resultado do trabalho do prefeito Edvaldo Nogueira e da sua equipe na organização das finanças municipais e na elaboração dos projetos, de acordo com as determinações dos ministérios e da Caixa Econômica Federal. Tais medidas foram determinantes para que o líder do governo viabilizasse a liberação dos recursos, num breve espaço de tempo.

Com os R$ 63 milhões serão beneficiados os bairros Cidade Nova (loteamentos Moema Mary, Jardim Indara e Tia Caçula), Japãozinho, Bugio, Soledade (loteamentos Jardim Bahia I e II, Santa Catarina, Guarujá, Monte Belo, Porto do Gringo e Rua do Toque), Santa Maria (loteamento Paraíso do Sul), Olaria (canal do São Carlos) e Zona de Expansão (povoados Mosqueiro e Areia Branca, além da Ponta da Asa. Além disso, uma das principais obras a ser realizada com a verba é a drenagem e pavimentação de toda a avenida Euclides Figueiredo, num investimento de R$ 7,7 milhões, resolvendo um problema crônico da região Norte de Aracaju.

"Estes recursos serão aplicados em várias obras na cidade para as pessoas que mais precisam, em bairros como Soledade, Bugio, Getimana, na maioria dos loteamentos da Zona Norte, no bairro Santa Maria e na Zona de Expansão, no Mosqueiro e no povoado Areia Branca. Além disso, faremos uma obra completa na avenida Euclides Figueiredo, que vai acabar, de uma vez por todas, com o problema da região, com drenagem, pavimentação e um novo asfalto. Este é o resultado de um trabalho conjunto, com o apoio de todos os deputados federais e senadores de Sergipe, que assinaram a emenda coletiva, e graças ao empenho do líder do governo, André Moura, que conseguiu a liberação dos recursos em tempo recorde", afirmou o prefeito Edvaldo Nogueira.

Para o deputado federal André Moura, um conjunto de fatores contribuiu para a liberação da emenda, com destaque para a eficiência da atual administração. "Não tivesse a Prefeitura de Aracaju apta com as certidões, cumprindo o seu dever de casa, com os projetos dentro dos padrões exigidos pelos ministérios, a gente não estaria hoje aqui. Nunca se viu na história do país, uma emenda deste valor ser liberada em 29 dias. O fato de eu ser líder do governo, obviamente, também contribuiu para este momento no qual Aracaju ganha este grande presente, com todo este dinheiro empregado em obras na periferia da cidade, beneficiando as pessoas mais humildes", destacou.

União

Edvaldo ponderou que a realização das obras se une a uma série de medidas que seu governo tem tomado desde o início do ano para organizar a prefeitura. "Eu desci do palanque no dia seguinte ao resultado da eleição e fui em busca de todos para que se somassem em prol da reconstrução de Aracaju. Encontramos a prefeitura com muitos problemas. Mas não fiquei com mimimi. Arregacei as mangas e coloquei a casa em ordem: paguei os salários em dia, regularizamos a coleta do lixo, ampliamos as vagas nas escolas, estamos pagando em dia aos fornecedores, ao mesmo tempo em que implantamos uma política fiscal austera, o que já nos permitiu pagar mais de R$ 180 milhões das dívidas que herdamos e melhorou a imagem da prefeitura perante os bancos e ao governo. Isto foi importante para a liberação dos recursos. Agradeço a todos os senadores e aos deputados federais que concordaram com esta emenda que nos dará as condições de realizar obras estruturais na cidade", disse.

O prefeito ainda destacou a importância do "trabalho conjunto em benefício da cidade". "Muitas vezes, pensa-se que toda ação tem um interesse político. Mas não é isso que estamos fazendo aqui. O Brasil precisa de uma nova maneira de fazer política. Acabou a eleição, acabou o palanque. Ninguém ganha com a polarização. É preciso união em benefício do povo. Estamos dando exemplo. O gesto da bancada, que foi magnânima, e colocou esta emenda para Aracaju, e a atitude do líder do governo que trabalhou para houvesse a liberação devem ser elogiados. Quem se aproveitará desta emenda não sou eu, nem o deputado André Moura. Mas sim o povo, que é quem mais precisa", ressaltou.

De mesmo modo, o deputado André Moura afirmou que o esforço conjunto em prol da liberação dos recursos ocorreu "independentemente de questões partidárias ou políticas". "Estamos pensando administrativamente, sem pensar no lado político", frisou.

De acordo com o presidente da Empresa Municipal de Obras e Urbanização, Sérgio Ferrari, as obras serão iniciadas paulatinamente, mediante a apresentação dos projetos, realização de licitação. "Não começam todas de uma vez. As que já possuem os projetos prontos serão encaminhadas para a Caixa Econômica, enquanto as outras estamos em elaboração dos projetos. Ao longo de dois anos, uma sucessão de obras sendo iniciadas na cidade"', explicou.

Presenças 

Prestigiaram a solenidade os deputados estaduais Garibalde Mendonça, Gustinho Ribeiro, Venâncio Fonseca e Vanderbal Marinho, os vereadores Vinicius Porto, Juvêncio Oliveira, Jason Neto, Antonio Bittencourt, Nitinho Vitale, Thiaguinho Batalha, Evando Franco, Isac Silveira, Anderson de Tuca, Manoel Marcos, Dr. Gonzaga e Soneca, os prefeitos Negão (Carira), Cristiano Beltrão (Ilha das Flores), Paulinho da Varzinhas (Laranjeiras) e Anderson (Frei Paulo), o superintendente da Caixa, Marco Queiroz,o secretário estadual Zezinho Sobral, além dos secretários municipais.