YoutubeFacebookTwitterInstagram
Solenidade
Por Ascom | 09 de Nov de 2018, 15h55
Edvaldo Nogueira participa da posse do novo procurador-geral de Justiça do MPE
Cerimônia ocorreu na manhã desta sexta-feira, 9, em Aracaju
CompartilharWhatsapp internalFacebook internalTwitter internal
E65c73f8fcd77f84

Procurador do MPE, Eduardo Barreto D’Avila Fontes, e prefeito Edvaldo Nogueira

O prefeito Edvaldo Nogueira acompanhou, na manhã desta sexta-feira, 9, a cerimônia de posse do novo procurador-geral de Justiça do Ministério Público do Estado de Sergipe (MPE), o procurador Eduardo Barreto D’Avila Fontes. A solenidade ocorreu no auditório Promotor de Justiça Valdir de Freitas Dantas, localizado na sede do órgão, e reuniu diversas autoridades dos três poderes.

Nomeado para o cargo no último dia 5, pelo governador de Sergipe Belivaldo Chagas, o procurador assume a condução dos trabalhos do órgão pelos próximos dois anos, no lugar do procurador-geral José Rony Silva Almeida. A escolha do seu nome para o cargo se deu após eleição realizada pelo MPE, para o biênio 2018/2020, na qual foi o segundo da lista de opções enviada ao governador.

“Conheço Eduardo e sei da sua capacidade, liderança e do seu talento. Acredito que ele terá todas as condições para elevar ainda mais o ministério público do nosso estado, dando continuidade ao extraordinário trabalho feito pelo procurador-geral José Rony Silva de Almeida. Em 28 anos de atuação, ele pautou seu trabalho na defesa das causas difusas da sociedade e, acima de tudo, essa ideia de que nós devemos ter no ministério uma instituição parceria, no sentido de que a gente possa prestar um melhor serviço a sociedade, Tenho certeza de que continuará sendo assim”, destacou o prefeito Edvaldo Nogueira.

Reconhecimento

Em seu discurso de posse, o novo procurador-geral de Justiça do MPE cumprimentou o prefeito Edvaldo e destacou sua admiração pessoal pelo gestor. “Faço da sua pessoa representação para todos os municípios sergipanos. Tenho certeza de que teremos um relacionamento muito profícuo, como sempre tivemos, até então, dada a sua condição de excelente gestor e quero, aqui, dar meu testemunho quanto a isso e também da minha admiração pessoal pela vossa excelência”, enalteceu o procurador-geral Eduardo Barreto.

O procurador-geral fez um breve resumo da sua atuação e enfatizou que buscará a união de todos para conduzir o próximo biênio. “Belivaldo imprimiu suas marcas pessoais em pouco tempo de administração. Fiquei honrado por ter identificado em mim pontos de semelhança no perfil. Assumo com muito orgulho com o espírito de continuidade de uma gestão com a qual tive o prazer de colaborar e que reconheço méritos indescritíveis Construí minha carreira sem fugir de enfrentamentos e assim será. Tudo farei para não decepcionar o povo e para manter o ministério público no rumo em que se encontra”, afirmou.

O prefeito, por sua vez, agradeceu a citação e reiterou a boa relação com o órgão. “Como ele mesmo disse, a boa relação sempre existiu, por isso tenho certeza de que manteremos. Nós, gestores, devemos ter no órgão uma instituição parceria, no sentido de que possamos prestar um melhor serviço a sociedade. Eduardo seguirá tornando o ministério público uma instituição muito respeitável”, avaliou Edvaldo.

Prestigiaram a solenidade o presidente da Assembleia Legislativa, Luciano Bispo, a vice-prefeita Eliane Aquino, o presidente da Câmara de Vereadores, Nitinho Vitale, os deputados federais Laércio Oliveira e Fábio Reis, além de deputados estaduais, vereadores, secretários estaduais e municipais, prefeitos, membros do Colégio de Procuradores e dirigentes do Ministério Público e da Justiça.

Trajetória

Graduado em Direito pela Universidade Federal de Sergipe (1987) e pós-graduado em Direito Público (1993), Eduardo Barreto D'Ávila Fontes começou a carreira profissional como advogado. Ingressou nos quadros do Ministério Público em 1991, após ser aprovado em concurso para o preenchimento de vagas no cargo de Promotor de Justiça. Lecionou direito Civil e Direito Penal na Universidade Tiradentes e esteve à frente de diversas Promotorias de Justiça no Estado, com passagem pela Promotoria do Patrimônio Público.

Atuou, ainda, em grupos especiais instituídos para o combate à improbidade administrativa; ocupou diversos cargos junto à Administração Superior do MP; foi o primeiro coordenador do Projeto MP Itinerante, premiado nacionalmente e integrou, ainda, o Grupo Nacional de Direitos Humanos (GNDH), no cargo de Secretário Executivo. Sua ascensão ao cargo de procurador de Justiça ocorreu em agosto de 2015, após aposentadoria da procuradora de Justiça  Dra. Maria Creuza Brito Figueiredo.