YoutubeFacebookTwitterInstagram
INFORMAÇÃO E ORIENTAÇÃO COVID-19
Por PMA | 02 de Jun de 2020, 16h13
Prefeitura de Aracaju adota estratégias para otimizar atendimento nas UBS da capital
Campanha de informação e orientação à população sobre a Covid-19
CompartilharWhatsapp internalFacebook internalTwitter internal
B9704974e4da5ad3

Horário estendido em algumas UBS atende solicitação da própria população

Diante da pandemia mundial causada pelo novo coronavírus, a Prefeitura de Aracaju, através da Secretaria Municipal da Saúde - SMS -, tem adotado diversas medidas para melhorar o fluxo nas Unidades Básicas de Saúde - UBS - e, consequentemente, otimizar o atendimento aos usuários.

Fazem parte desse conjunto de ações recentes a ampliação do horário de atendimento de algumas UBS e a transformação de outras em unidades referência em síndrome gripal, medidas adotadas como estratégia para controlar a proliferação do coronavírus.

Com relação às unidades em horário estendido, a assessora técnica da Rede de Atenção Primária da SMS, Michelle Dias, afirmou que essa foi uma ação que visou atender às solicitações da própria população.

Até o momento, são oito as unidades que estão trabalhando em horário diferenciado, de segunda a sexta, das 7h às 19h: Hugo Gurgel (Coroa do Meio), Roberto Paixão (17 de Março), Antônio Alves (Atalaia); Dona Jovem (Bairro Industrial), Manoel de Souza (conjunto Sol Nascente), Santa Terezinha (Robalo), Joaldo Barbosa (Bairro América) e José Calumby (Jardim Centenário).

“Muitos usuários não tinham tempo de ir às unidades no horário normal de atendimento, por isso, começaram a solicitar que o horário fosse estendido e assim fizemos. Conversamos com os profissionais de cada unidade e, as que puderam se ajustar a esse novo horário de imediato, já fizeram. A ideia é abranger outras unidades, assim que for possível”, destaca a assessora técnica.

43de74f64f4c34abUBS Ministro Costa Cavalcante atende pacientes com sintomas de síndromes gripais

De acordo com Michelle, essas unidades realizam todos os procedimentos de rotina, inclusive, os que têm horário marcado. Já sobre as unidades de referência, destinadas a atender a pacientes com sintomas de síndromes gripais desde o mês de março, a assessora técnica ressalta que cerca de oito mil pessoas já foram atendidas nas oito UBS, localizadas em cada uma das regiões da saúde.

São elas: UBS Augusto Franco, no conjunto habitacional que leva o mesmo nome; UBS Geraldo Magela, no conjunto Orlando Dantas; UBS Ministro Costa Cavalcante, no Jardim Esperança; UBS Fernando Sampaio, no bairro Castelo Branco; UBS Cândida Alves, no bairro Santo Antônio; UBS Eunice Barbosa, no bairro Coqueiral; UBS José Machado de Souza, no bairro Santos Dumont; UBS Onésimo Pinto, no bairro Jardim Centenário.

“Essa foi uma medida para poder acompanhar melhor os possíveis casos de Covid-19 sem expor pessoas com outras enfermidades, o que aconteceria caso os casos de síndromes gripais fossem realizados sem essa separação benéfica. Nessas unidades de referências, os profissionais que lá atendem são capacitados exclusivamente para esses casos, então, o usuário que chega sabe que o olhar para o caso é diferenciado. O atendimento acontece semanalmente com 23 profissionais em cada unidade, e 18 profissionais nos fins de semana”, frisa a secretária da Saúde do município, Waneska Barboza. 

O atendimento prestado a usuários com sintoma de síndrome gripal é realizado pela Equipe de Saúde da Família, que faz a notificação e coleta, para os casos que se enquadram no critério de coleta, por meio do método de Swab para Covid-19. “O atendimento nessas unidades é exclusivo para pessoas que apresentam sintomas da doença. Se alguém se dirigir a uma dessas UBSs e não apresentar sinais da enfermidade, mas que precise de atendimento por outros motivos, será encaminhado à UBS mais próxima”, alerta a assessora.