YoutubeFacebookTwitterInstagram
SAÚDE PÚBLICA
Por | 08 de Ago de 2017, 20h31
Vereador e secretária de saúde discutem ações para Aracaju
Um dos principais questionamentos do vereador Anderson de Tuca durante o encontro foi referente à falta de medicamentos em algumas unidades
CompartilharWhatsapp internalFacebook internalTwitter internal
32b1c59e1a1497f5

Anderson de Tuca fez alguns questionamentos à secretária da pasta (Foto: Assessoria do parlamentar)

Para tratar de assuntos relacionados à saúde pública no município, e encaminhar algumas demandas da população, o vereador Anderson de Tuca (PRTB) reuniu-se, nesta manhã, 8, com a responsável pela Secretaria de Saúde de Aracaju (SMS), Waneska Barboza. Um dos principais questionamentos do parlamentar durante o encontro foi referente à falta de medicamentos em algumas unidades de saúde.

“Existem situações em que a falta de remédios compromete a expectativa de vida. Um dia sem ingerir essa medicação faz toda a diferença. Essa situação também afeta, obviamente, os atendimentos nos postos de saúde. Desde os casos básicos até os que tratam de casos mais complexos”, declarou.

Diante dos fatos citados pelo vereador, a secretária explicou os motivos para a baixa nos estoques das Unidades Básicas de Saúde (UBS). “Iniciamos a gestão com um abastecimento de 47% de medicamentos em toda a rede. Nos reorganizamos, e hoje, atingimos 85%. Essa diferença se deu devido algumas empresas pedirem o realinhamento de preços. Nossa meta é regularizar essa situação até o final do ano”, assegurou.

CARTÃO DO SUS
Na oportunidade, Anderson de Tuca sugeriu que seja feito o recadastramento do cartão SUS. “Sempre achei incoerente o fato de possuir um número bem superior de cartões se compararmos o número de usuários. Não consigo entender essa conta. A Saúde é municipalizada, ou seja, cada município é responsável pela gestão dos recursos e Aracaju está sendo prejudicada. Precisamos saber quem, de fato, usa esse serviço na capital.