YoutubeFacebookTwitterInstagram
ESCÂNDALO DO LIXO
Por Assessoria do Mandato | 01 de Out de 2017, 11h33
Vereadora cobra que as conversas de Edvaldo e a Torre cheguem ao TRE
Emília Correa não consegue compreender o que está faltando
CompartilharWhatsapp internalFacebook internalTwitter internal
8238af831e12975d

Vereadora Emília Correa

A defensora pública e vereadora, Emília Corrêa (PEN) cobra que as conversas do Prefeito Municipal de Aracaju (PMA), Edvaldo Nogueira, e o dono da Torre Empreendimentos; cheguem até a Procuradoria Eleitoral para que se possa investigar se houve Caixa dois na campanha em 2016.

Segundo a parlamentar, o que está verdadeiramente faltando para que as conversas entre o Prefeito de Aracaju, Edvaldo Nogueira, e o dono da empresa Torre, cheguem até as mãos da Procuradoria Eleitoral.

“As conversas de Edvaldo e o dono da Torre, não chegam ao TRE e ao que parece existe uma força contrária muito poderosa desacelerando o processo investigatório. É inadmissível uma demora dessa para entregar um CD com as interceptações telefônicas”, pontuou.

Para Emília, continuam desvirtuando o foco das discussões. A parlamentar aproveitou para reforçar a importância e o empenho da procuradora em dar essa resposta ao povo aracajuano sobre as suspeitas.

“A Procuradora da República - Dra. Eunice Dantas - pretende entrar com uma representação junto a Corregedoria do Tribunal de Justiça, cobrando mais celeridade no envio desses arquivos com as trocas de mensagens e as conversas as vésperas do processo eleitoral”, destacou. 

Por fim, Emilia cobrou mais celeridade e eficiência do Poder Judiciário na entrega desse material,que ajudará significativamente na elucidação das suspeitas, para que finalmente o povo aracajuano tenha a resposta que merece.

“Não se justifica tanta demora da Justiça em disponibilizar esse material; a Procuradora Eunice Dantas está cumprindo o seu papel, e é de conhecimento de todos que houve saques milionários da Torre as vésperas das eleições em 2016. Quem não deve, não teme”, concluiu.