YoutubeFacebookTwitterInstagram
CMA
Por FAN F1 | 13 de Mar de 2018, 17h08
Base de Edvaldo, DEM e PCdoB devem comandar CPIs, diz site
O vereador Vinícios Porto (DEM) deverá ser eleito para presidir a CPI do Lixo
CompartilharWhatsapp internalFacebook internalTwitter internal
Ef258c0b1d70a50f

Segue polêmica a história das CPIs na CMA

O presidente da Câmara Municipal de Aracaju (CMA), Josenito Vitale (PSD), anunciou ao final da sessão desta terça-feira, 13, os membros das Comissões Parlamentares de Inquérito (CPIs) da Saúde e a do Lixo. A base aliada ao prefeito Edvaldo Nogueira (PCdoB) comandará as duas comissões com quatro vereadores em cada uma.

O Fan F1 apurou que as presidências das comissões devem ficar com o DEM e o PCdoB, ambos partidos da base. O vereador Vinícios Porto (DEM) deverá ser eleito para presidir a CPI do Lixo e o vereador Isac Silveira (PCdoB), a CPI da Saúde. As confirmações devem ocorrer ainda esta semana.

O relator da CPI da Saúde deverá ser o vereador, Anderson de Tuca (PRTB). Estaria faltando apenas um consenso para definição do relator da CPI do Lixo. A CMA possui apenas duas vereadoras e nenhuma delas foi indicada para compor as comissões.

Após o anúncio, o presidente encerrou a sessão e não permitiu nenhum debate ou questionamento. O fato causou muita indignação em parte da oposição. A vereadora Emília Correia (Patriota), denunciou que as escolhas foram feitas para não permitir um trabalho sério das comissões.

“Vereadores que não queriam a instalação da CPI foram chamados para reuniões secretas, o presidente se manteve como um ditador, até nossos microfones foram cortados! Foram escolhidos os convenientes. O vereador Fábio Meireles assinou e retirou assinatura do requerimento a pedido do prefeito. Que trabalho ele vai fazer ali? Seria a CPI de Edvaldo?”, questionou Emília.

Para o presidente, a polêmica é natural e as informações da vereadora não correspondem aos fatos. “Não houve reuniões secretas, os membros foram escolhidos conforme prevê o Regimento e há uma representatividade de diversos partidos. Essas reações da oposição são naturais e fazem parte do parlamento, e eu as vejo com naturalidade”, afirmou.

São cinco vereadores titulares e cinco suplentes, que terão a missão de realizar os trabalhos de investigação, sobre supostas irregularidades em contratos de limpeza e coleta de lixo, na CPI do Lixo e supostas irregularidades no contrato de prestação de serviços de saúde, entre a Prefeitura de Aracaju e o Hospital Cirurgia, na CPI da Saúde.

Segundo o assessor da Mesa Diretora, Elias Aureliano, as reuniões deverão ocorrer às segundas e sextas-feiras, sendo que a primeira reunião ordinária já deverá acontecer nessa sexta-feira, 16. O prazo para entrega do relatório final será de 90 dias, prorrogáveis por mais 90. Ao longo desta semana, os vereadores irão planejar o início dos trabalhos. Confira quem compõe cada comissão: