YoutubeFacebookTwitterInstagram
TETO
Por Ascom | 08 de Novembro de 2017, 09h50
Emília teme tragédia na Câmara Municipal de Aracaju
De acordo com Emília, prováveis tragédias são alertadas e as pessoas simplesmente ignoram o perigo
CompartilharWhatsapp internalFacebook internalTwitter internal
F3c06cb88e90d173

Vereadora Emília Corrêa

A defensora pública e vereadora Emília Corrêa (PEN) está preocupada com as instalações físicas da Casa Legislativa. Segundo ela, a precariedade do prédio chama a atenção; situações assim não têm sido raras, a vista da omissão de gestores que acabam matando as pessoas.

De acordo com Emília, prováveis tragédias são alertadas e as pessoas simplesmente ignoram o perigo. A Algum tempo atrás, as autoridades competentes já reprovaram a estrutura do prédio. “É bom que se tenha cuidado com esse prédio antigo da Câmara Municipal de Aracaju, a tragédia não avisa dia, tão pouco a hora que vai acontecer. As pessoas simplesmente ignoram e depois lamentam acontecimento fatal”, destacou.

Para Emília, já houve orientação para que o prédio fosse evacuado, no entanto os avisos são desprezados. Diariamente a Casa recebe pessoas, entre idosos adultos e até crianças, que podem ser vítimas de algo terrível. “Esse prédio precisa ser desocupado, principalmente a galeria, para evitar uma tragédia anunciada. Espero que não aconteça o pior e peço às pessoas que não brinquem, porque todos nós seriamos gravemente atingidos”, ressaltou.

Por fim, a parlamentar fez um apelo, em nome das família dos servidores, para que os responsáveis não desacreditem nas orientações sobre os gargalos e pontos de perigo. O ambiente legislativo esta propício a uma tragédia a qualquer momento. “O prédio precisa verdadeiramente ser desocupado; o que se está fazendo é esperando acontecer uma tragédia, do tipo as que estamos vendo nos últimos dias”, concluiu.