YoutubeFacebookTwitterInstagram
História
Por | 13 de Set de 2018, 13h11
José Dirceu lançará em Aracaju livro de memórias
Evento ocorrerá na tarde dessa sexta-feira, 14, na sede do PT
CompartilharWhatsapp internalFacebook internalTwitter internal
9f426eb70ab4620c

José Dirceu: um pouco da história recente do país nas memórias do petista

Nessa sexta-feira, 14,  José Dirceu estará em Aracaju  para o lançamento do  livro de memórias dele, considerado uma das principais lideranças do Partido dos Trabalhadores (PT). Aracaju é a quarta cidade onde ocorrerá o evento, chamado por Dirceu de caravana democrática, já que passará por mais de 20 cidades, em 40 dias de estrada, com debates e sessões de autógrafos.

Na programação do lançamento consta coletiva de imprensa, às 17 horas, na sede do Partido dos Trabalhadores, localizada na Avenida Barão de Maruim, 704.  Na sequência, haverá a noite de autógrafos e debate sobre o livro. A obra “Zé Dirceu – Memórias Volume 1” foi editada pela Geração Editorial e está chegando nas livrarias e redações - neste primeiro momento, são 30 mil exemplares.

A caravana democrática começou com um grande evento no Circo Voador, no Rio de Janeiro, no último dia 4 de setembro. A próxima cidade da caravana será Maceió, no dia 17, e a última em Belém, no dia 3 de outubro.

Sobre o livro                                                                                                                                       

Muitos escreveram sobre José Dirceu, com mais erros do que acertos. Com tempo, na prisão, ele mesmo escreveu a fascinante história de sua vida. Os bastidores inéditos de sua militância estudantil nos anos 1960, o exílio e o treinamento para ser guerrilheiro em Cuba, a cirurgia plástica que mudou seu rosto, a vida clandestina no Brasil nos anos 1970, a volta à legalidade com a anistia, em 1979, e sua ascensão no Partido dos Trabalhadores, no qual se tornou presidente e maior responsável pela eleição de Lula à Presidência da República. Pela primeira vez ele revela segredos dos bastidores da luta política dentro do PT e do próprio governo, em que foi chefe da Casa Civil e seria o provável sucessor de Lula, até ser abatido pelas denúncias do “Mensalão”.

No primeiro volume de suas Memórias – outro virá, com novas revelações – ele expõe o que jamais foi dito sobre sua vida e sobre os principais líderes da política brasileira nos últimos 50 anos. Um livro imprescindível para se entender como foi a luta contra a ditadura militar, a redemocratização, a derrubada do presidente Fernando Collor, a oposição aos governos de Fernando Henrique Cardoso, a eleição de Lula e Dilma e o atual momento político do país.