YoutubeFacebookTwitterInstagram
Improcedente
Por Ascom | 04 de Jul de 2018, 13h16
Justiça nega pedido da Presidência da CMA de cancelamento da CPI do Lixo 
Presidência da Câmara ainda pretendia levar o caso ao Superior Tribunal Federal
CompartilharWhatsapp internalFacebook internalTwitter internal
355a88b63b93c3e0

Elber Batalha: "Vamos até o fim agora para revelar tudo o que há de podre nos contratos do lixo"

O Tribunal de Justiça de Sergipe (TJ/SE) julgou improcedente o pedido de anulação da CPI do Lixo por parte da presidência da Câmara de Vereadores de Aracaju (CMA). A decisão do TJ saiu no último dia 25 de junho.

Mais uma vitória da bancada de oposição da Câmara que, através do vereador Elber Batalha (PSB), já que a Presidência da CMA ainda pretendia levar o caso ao Superior Tribunal Federal (STF). A questão de mérito, por sua vez, também não vai de encontro ao entendimento do STF quando se permite a abertura da CPI pleiteada por minoria parlamentar sem submissão ao Plenário.

“Foi extremamente desarrazoado esse pedido do presidente Nitinho para que a CPI do Lixo pudesse vir a ser anulada. Ganhamos em todas as instâncias para que CPI fosse instalada e já é uma realidade. Vamos até o fim agora para revelar tudo o que há de podre nos contratos do lixo da Prefeitura de Aracaju”, disse o vereador Elber Batalha, autor da CPI do Lixo na CMA.