YoutubeFacebookTwitterInstagram
Eleições 2018
Por Ascom | 11 de Out de 2018, 15h52
Delegado federal afirma que veículos apreendidos em Itabaiana não continham santinhos de campanha
Também não existe lista com nomes de eleitores
CompartilharWhatsapp internalFacebook internalTwitter internal
4a25a3e248ce52de

Valmir de Francisquinho: “Ninguém nunca pensou que um filho marchante iria chegar onde tem chegado"

Ao contrário das especulações da oposição de Itabaiana, que tenta a todo custo desestabelecer a notória e brilhante vitória de Talysson Costa a Deputado Estadual, o Delegado Federal Roberto Nunes nega qualquer presença de lista com supostos nomes de eleitores e de santinhos de campanha em veículos apreendidos em Itabaiana. A afirmação do delegado é confirmada pelo Auto de Apreensão, onde consta que o único material de campanha existente nos dois veículos apreendidos era um único adesivo. 

O delegado ainda afirmou, assim como no Auto de Apreensão, que a quantidade de dinheiro apreendida foi justificada e nada foi encontrado com o advogado da coligação, que estava em um dos veículos. Em entrevista a uma rádio de Aracaju, o delegado lamentou a distorção dos fatos. 

Talysson Costa foi o candidato mais bem votado de Sergipe, alcançou o primeiro lugar no Estado, com mais de 42 mil votos. Com a vitória, Talysson desbancou políticos históricos e ampliou a visão da força política do pai, Valmir de Francisquinho, que liderou a campanha do filho. Fato que não é visto com bons olhos pela velha política sergipana. “Ninguém nunca pensou que um filho marchante iria chegar onde tem chegado. E tentam, a custo de mentiras e denúncias irrisórias, derrubar-me. Mas, a minha resposta é com trabalho”, declara Valmir de Francisquinho.