YoutubeFacebookTwitterInstagram
Por Ascom | 14 de Set de 2018, 13h02
Vera, candidata a presidência pelo PSTU, faz campanha em Sergipe nessa segunda-feira
Partido defende a estatização das cem maiores empresas do país
CompartilharWhatsapp internalFacebook internalTwitter internal
D15f412316834189

Vera Lúcia nasceu pernambucano, mas veio ainda criança morar em Aracaju

A presidenciável Vera Lúcia, do PSTU, chega a Aracaju domingo, dia 16, às 10h30 no Aeroporto Santa Maria, onde será recebida por apoiadores. Ela passará o restante do domingo com a família e na segunda-feira, 17, tem um intenso dia de campanha. Às 9h30 da manhã concede entrevista coletiva na sede do PSTU, no centro de Aracaju. Às 15h participa de reunião com lideranças do movimento de pequenos agricultores na Federação dos Agricultores Familiares e Empreendedores Familiares Rurais de Sergipe. A noite, às 18h30, fala a apoiadores sobre suas propostas para governar o país. A atividade será realizada também na sede do partido.

Vera Lúcia Pereira Salgado é natural de Inajá, sertão pernambucano, mas veio ainda criança morar em Aracaju. Aqui começou sua atividade política nas greves de sua categoria, na indústria têxtil. Verafoi operária da indústria de calçados e dirigente do sindicato dos têxteis nas décadas de 80 e 90. Ela atua pelo PSTU desde sua fundação em 1994, e foi candidata ao governo do Estado, a prefeitura de Aracaju e também a deputada federal. Embora nunca tenha sido eleita, Vera sempre obteve expressivas votações, sendo reconhecida como uma voz dissonante na política local e uma defensora radical dos direitos dos trabalhadores.

Na atual corrida eleitoral a candidata tem apresentado a plataforma do PSTU: “um chamado à rebelião, um projeto socialista”. O partido defende, entre outras medidas, o não-pagamento da dívida pública, a estatização das 100 maiores empresas do país e um plano de obras públicas para geração de empregos.
 
Em sua campanha Brasil afora, Vera tem se destacado pela firmeza que apresenta em suas entrevistas e na denúncia que faz da falta de democracia nas eleições. Seu partido tem apenas cinco segundo no horário eleitoral. O vice em sua chapa é o professor da rede pública do maranhão Hertz Dias, ativista do movimento negro, mas não a acompanha nesse visita ao estado.

A candidata do PSTU ao governo do Estado é petroleira Gilvani Santos e seu vice é Djenal Prado, e o candidato a senador Clarckson Messias, ambos acompanham Vera em sua curta passagem por Sergipe.
 
Foto: Marcello Casal/Jornal do Brasil