YoutubeFacebookTwitterInstagram
Conquistas
Por Rede Alese | 12 de Set de 2019, 07h49
83 anos do Confiança são debatidos na Alese
Acesso do clube para a Série B também é destacado
CompartilharWhatsapp internalFacebook internalTwitter internal
189824bc5cd23dc7

Deputada Janier Mota é a responsável pela indicação que debateu trajetória do Confiança

A  Assembleia Legislativa de Sergipe, atendendo a uma indicação da deputada estadual Janier Mota, PR, promoveu na manhã dessa quarta-feira, 11, uma palestra para celebrar os 83 anos de história da Associação Desportiva Confiança, clube de futebol sergipano que, no último final de semana, classificou-se para a semifinal do Campeonato Brasileiro de Futebol em sua Série C e, consequentemente, o sonhado acesso para a segunda divisão do torneio nacional a ser realizado em 2020.

Convidados pela parlamentar, o presidente do clube, Hyago França, e o presidente da Federação Sergipana de Futebol, Milton Dantas, falaram para os deputados sobre os desafios para o clube obter o acesso para a Série B e já anteciparam a necessidade do apoio de todos para que o Confiança consiga representar bem o Estado no próximo ano. Ao fazer uma saudação especial para sua prima e deputada Maysa Mitidieri, PSD, Hyago destacou a importância do patrocínio da Plamed para o clube.

“Quero dizer aqui que passamos momentos difíceis na presidência do Confiança e pensei em desistir. Desde o princípio sempre pensei em realizar este sonho de meu pai”, disse, emocionado, exigindo em plenário um vídeo registrando o Gol de empate do Confiança no jogo do último sábado (7), em Erechin (RS) e a festa da pequena torcida proletária que se deslocou para o Rio Grande do Sul para acompanhar a partida.  “Queria dividir um pouco a emoção da torcida que percorreu mais de três mil km, ao gritos de vamos subir Dragão”.

Hyago disse que seu pai sonhava em retornar à presidência do clube um dia e que aquele desafio lhe motivou a aceitar o desafio. “Cheguei em 2014 como vice-presidente financeiro. Tudo era uma novidade. Conseguimos colocar o time na Série C. Conquistamos dois títulos estaduais e batemos na trave em 2018. Esse ano investimos tudo para sermos campeões e não fomos. Imaginei que não conseguiria realizar o sonho de meu pai”.

“Fui bombardeado pela imprensa e pelos nossos opositores dentro do Confiança. Pensei em pedir para renunciar, mas um dia após a derrota no estadual, o técnico Daniel Paulista me ligou, disse que íamos trazer jogadores pontuais, que íamos conseguir. Disse que não tinha dinheiro para pagar a folha. Enfrentamos os salários atrasados em alguns momentos e com duas derrotas logo no início aumentou a pressão em cima do treinador. Fomos até o final e as vitórias foram aparecendo”, completou o presidente do Confiança.

Hyago disse que por muito pouco o clube não ficou fora no último jogo da fase classificatória e só conseguiu graças a um “empate heroico” no Ceará. “Vencemos o Ypiranga aqui e lá em Erechim começamos perdendo.  Mas a classificação veio para a felicidade de meu pai lá em cima e de toda a torcida proletária. Fomos recebidos ontem pelo prefeito Edvaldo Nogueira que já se manifestou sobre a importância para a capital a classificação do Confiança, gerando renda e potencializando o turismo da nossa capital”.

Por fim o presidente fez um apelo aos deputados estaduais, que torcem ou não pelo Confiança, no sentido que se somem ao clube sergipano. “Acho que governo e oposição podem atuar juntos para que a gente consiga passar um bom tempo na Série B e depois para a divisão principal. Vimos o Ypiranga, um time do interior, com a marca do Banrisul em sua camisa. A gente espera o mesmo do Banese para que esse apoio possa fortalecer o nosso futebol”, disse, exibindo outro vídeo para registrar a multidão que esperava a delegacia do Confiança no Aeroporto de Aracaju, no domingo, 8.

MILTON DANTAS

Por sua vez, o presidente da Federação Sergipana, Milton Dantas, registrou a conquista para o futebol do Estado com o acesso e que pela primeira vez um clube sergipano vai disputar a Série B através da classificação em campo. “Antigamente a fórmula era diferente. O critério técnico era a conquista do título estadual. O Confiança deve ser celebrado porque, em cinco anos, este grupo subiu para a Série C e agora foi para a Série B. Isso tendo a frente o presidente de clube mais jovem do País. Tenho orgulho de fazer parte da história do clube e do futebol sergipano como um todo”.

Milton Dantas também registrou o patrocínio da Plamed para o clube que duas pessoas mereciam muito essa conquista: o presidente Hyago França e o diretor de futebol Ernando Rodrigues. “É muito difícil ser dirigente de futebol. Nós sabemos o que é o dia a dia do clube. Nossas famílias sabem o tempo que temos que abdicar. É comum colocarmos recursos próprios no clube. A Federação realiza sete torneios por ano com recursos próprios. Temos uma segunda divisão com 18 equipes, gerando cerca de 800 empregos. Temos uma competição Sub-17 que vamos iniciar com 35 equipes e um torneio feminino com 14 times da capital e do interior. Tudo isso é inclusão social”

Por fim, Miltinho reforçou a importância do Confiança chegar na Série B para Sergipe que estará sendo noticiado quase que diariamente em rede nacional. Falou que 19 delegações de outras equipes virão para o Estado em 2020, gerando recursos, aquecendo o turismo, recebendo clubes e torcedores.

“Até para a imprensa serão gerados mais empregos. Vimos em Erechin repórteres sergipanos que fizeram cotas para poder viajar! Esse grupo ficará para a história por este acesso e, na viagem de volta, presidentes de clubes da Série A já entravam em contato se colocando a disposição para ajudar, como Flamengo e Corinthians. É preciso o apoio de todos e garantir os investimentos necessários”, concluiu Milton Dantas.

Fonte:  Rede Alese, Habacuque Villacorte

Foto: Stephanie Macedo