YoutubeFacebookTwitterInstagram
FINALMENTE
Por Ascom | 20 de Dez de 2017, 09h05
Almeida antecipa repasse e cirurgias voltam ao normal no HC
Expectativa é de que sejam realizadas em média 80 cirurgias por semana
CompartilharWhatsapp internalFacebook internalTwitter internal
C4f272fee2bfbe9c

Almeida Lima, Secretário de Estado da Saúde

Com a decisão do Secretário da Saúde, Almeida Lima, de antecipar à Prefeitura Municipal de Aracaju a verba de R$ 500 mil para ser repassada ao Hospital Cirurgia, os procedimentos cirúrgicos eletivos na unidade foram retomados nesta terça-feira, 19, com a realização de 20 cirurgias, segundo previsão da direção da unidade hospitalar. A maioria dos beneficiados são pacientes que foram transferidos no dia 8 deste mês do Hospital de Urgência de Sergipe (Huse) para o Cirurgia. Das 20 intervenções, 16 são da área de ortopedia, duas da neurocirurgia e duas da urologia.

Segundo o diretor Administrativo do Hospital Cirurgia, Milton Eduardo, a expectativa é de que sejam realizadas em média 80 cirurgias por semana. “Estamos retomando os procedimentos cirúrgicos e no mapa – programação – desta terça temos 20 cirurgias que envolverão três especialidades. A nossa expectativa é realizar em média 80 procedimentos por semana e estamos felizes com o retorno dos serviços porque isso trará um grande alíviopara os pacientes e também profissionais do hospital”, disse.

 Ainda de acordo com ele, na medida em que as cirurgias forem sendo realizadas e os pacientes recebendo alta médica, outras vagas serão liberadas no hospital e o Cirurgia acolherá mais pacientes do Huse, e também de outras unidades da Rede Estadual de Saúde. No dia 8 deste mês foram transferidos 55 pacientes do Huse para o Hospital Cirurgia que aguardavam há meses vagas na unidade para a continuidade do tratamento.

 “Como o Cirurgia voltou a realizar os procedimentos cirúrgicos eletivos, pacientes serão operados, terão alta médica e novas vagas serão liberadas gradativamente. Assim, o Hospital Cirurgia poderá receber mais pacientes de toda a Rede de Saúde”, conta o diretor Administrativo.

Para o secretário Almeida Lima, buscar soluções para desarticular os entraves da saúde pública é o dever de qualquer gestor moderno e comprometido com a população usuária do SUS. "Estamos satisfeitos com as decisões que temos tomado à frente da secretaria pois trazem resultados concretos na vida das pessoas que usam a saúde pública. Veja o caso destes pacientes que estão sendo operados hoje, por exemplo: há quantos meses eles estavam internados no Huse, aguardando por uma vaga no Hospital Cirurgia para serem operados?", refletiu o secretário.