YoutubeFacebookTwitterInstagram
NOTA
Por Ascom | 08 de Nov de 2017, 17h18
Almeida repudia comentário apócrifo sobre assédio sexual e dá queixa na polícia 
"Procurei a Delegacia de Crimes Cibernéticos e prestei a devida denúncia a fim de apurar o autor ou autores desse crime”, diz a nota
CompartilharWhatsapp internalFacebook internalTwitter internal
821bdbc0c0d77e84

José Almeida Lima: ele se acha vítima

O secretário de Saúde do Estado de Sergipe, José Almeida Lima, distribuiu há poucos momentos desta quarta-feira uma Nota Pública de repúdio “a agressão moral e psicológica” da qual ele diz que foi vítima no dia de ontem, terça, com insinuações  de assédio sexual à jornalista Candisse Matos. 

“Por esta razão, informo que procurei a Delegacia de Crimes Cibernéticos e prestei a devida denúncia a fim de apurar o autor ou autores desse crime”, diz a nota. Veja na íntegra, a seguir.

“Eu, José Almeida Lima, no exercício do cargo de secretário de Saúde do Estado de Sergipe, venho a público para repudiar a agressão moral e psicológica que estou sofrendo, sobretudo a partir das 22h00 de ontem, 07/11/2017, quando tomei conhecimento, via whatsapp, de comentário apócrifo e falso e, nesse último aspecto, não apenas quanto à forma como foi elaborado, pois está apresentado como se tivesse sido publicado pelo Portal Infonet, o que não é verdade, diante da montagem clara de sua marca, mas, também, quanto ao seu conteúdo, por ser totalmente inverídico, caluniador, difamador e injurioso.

No texto, que não traz a assinatura nem a identificação do seu autor, eu sou acusado de assédio sexual, e a jornalista Candisse como vítima. Em lugar algum, até a presente data e hora (15h30 do dia 08/11/2017), chegou a público declaração da referida jornalista me acusando de tal prática, tornando-se vítima tanto quanto eu. Por esta razão, informo que procurei a Delegacia de Crimes Cibernéticos e prestei a devida denúncia a fim de apurar o autor ou autores desse crime.

Por último, informo que disponibilizarei para as autoridades a gravação em vídeo das audiências que concedi à jornalista, quando, em meu gabinete, ela esteve intervindo em favor da saúde de uma pessoa do seu convívio familiar.

Aracaju, 08 de novembro de 2017.

José Almeida Lima”