YoutubeFacebookTwitterInstagram
PRONUNCIAMENTO
Por Assessoria do parlamentar | 17 de Mai de 2018, 13h16
Deputado Matos critica discurso de Temer sobre desemprego
"Em vez de tentar encontrar desculpas, o Governo deveria se preocupar mais com o trabalhador", disse ele
CompartilharWhatsapp internalFacebook internalTwitter internal
606f335107debad0

Deputado usou o pequeno expediente para comentar discurso (Foto: Jadilson Simões)

A questão do desemprego no País foi tema do discurso do deputado Moritos Matos (Rede Sustentabilidade) durante o pequeno expediente desta quinta-feira, 17, no Plenário da Assembleia Legislativa de Sergipe – Alese. “O desemprego no Brasil, no primeiro trimestre desse ano, atingiu 13,1%, o que significa 13,7 milhões de pessoas desempregadas no País. E grande parte dessas pessoas são pais de família com filhos para sustentar. Segundo os últimos dados IBGE, em Sergipe, no final de 2017, o desemprego era de 13,4%. E esse cenário em meio a constantes aumento de preços em produtos como combustíveis e gás de cozinha”, expôs o deputado Matos.

O parlamentar além de apontar os dados do desemprego também criticou o discurso proferido pelo presidente Michel Temer realizado três dias depois do Dia do Trabalhador. “Mesmo com os dados citados o Presidente da República, Michel Temer, durante um evento em São Paulo, disse que o desemprego não aumentou, o que aumentou foi o número de pessoas procurando emprego. Esse aumento, de acordo com ele, é porque as pessoas estão mais esperançosas e animadas para procurar emprego porque os indicadores da economia melhoraram. Em vez de tentar encontrar desculpas para as mães e pais de família, que não tem como pagar suas contas ou mesmo, as vezes, comprar alimentos para seus filhos, o Governo deveria se preocupar mais com o trabalhador, e tratar desse problema imediato que é o desemprego”, argumenta Matos.

Durante a fala na Tribuna da Assembleia o parlamentar ainda colocou o vídeo com o discurso do presidente Temer. “No vídeo vemos que a culpa do desemprego, segundo o senhor Temer, é do próprio desempregado e com essa história eu acho que ele descobriu a forma para zerar o desemprego no Brasil. Avisa a todo mundo que não saia para procurar emprego e está resolvido o problema. Se eu estou desempregado é claro que eu vou procurar emprego”, ressalta o deputado. E ele acrescenta que o pronunciamento do presidente Temer foi uma desculpa esfarrapada. “Logo depois do Dia do Trabalhador falar esse tipo de coisa é um absurdo, é mangar do povo brasileiro, é mangar do trabalhador. Nem ele mesmo sabia o que estava dizendo, então fica difícil para o povo brasileiro ter um senhor desse na presidência. Um homem que trata o desempregado dessa forma. Nós sabemos que se o emprego fosse prioridade, com certeza, nós teríamos menos pessoas passando necessidade, mas Temer priorizou a Reforma trabalhista, a Reforma da Previdência e não priorizou o trabalhador brasileiro”, enfatiza Matos.