YoutubeFacebookTwitterInstagram
Segurança pública
Por ASN | 11 de Set de 2019, 07h46
Homicídios dolosos em Sergipe caem 14%
Dados são do 13º Anuário Brasileiro divulgados na terça-feira
CompartilharWhatsapp internalFacebook internalTwitter internal
Bc98c15126ed72bc

João Eloy: análise criminal e relação entre as forças policiais são determinantes

A redução dos homicídios dolosos em Sergipe foi apresentada em novo estudo do Fórum Brasileiro da Segurança Pública - FBSP -, divulgado nessa terça-feira, 10, em São Paulo, pelos principais pesquisadores da área no Brasil. Os dados são do 13º Anuário Brasileiro de Segurança Pública, o mais recente relatório elaborado pelo FBSP.

A organização coleta informações das secretarias estaduais de Segurança Pública e Defesa Social, do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística - IBGE -, além de manter números próprios.

Conforme anunciado pela Secretaria da Segurança Pública de Sergipe - SSP - há nove meses,  Sergipe volta a apresentar queda na taxa de crimes violentos letais intencionais, desta vez de 14,9%, no comparativo dos anos de 2018 com 2017.  

Sergipe saiu de uma taxa de 64,7 mortes para um grupo de 100 mil habitantes, divulgada pela 10ª edição do Anuário, há três anos, e caiu para 40,1 mortes para o mesmo grupo de habitantes no estado. Nos primeiros oito meses de 2019, o estado mantém a queda consistente e já atinge uma redução de 29,4% diante do cenário apresentado hoje pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública - FBSP.

O Instituto de Pesquisas Econômicas e Aplicadas - Ipea - atribui as quedas consecutivas em Sergipe à integração entre as forças policiais, investimento em unidades de combate ao tráfico e homicídios e uma forte análise criminal dos gestores da Segurança Pública.

O secretário da Segurança Segurança Pública, João Eloy de Menezes, disse que a análise criminal periódica e a excelente relação entre as forças policiais têm sido fundamental. “Fazemos reuniões semanais e discutimos as áreas mais problemáticas, direcionando nosso efetivo. Felizmente, os resultados vindos das nossas polícias são muito bons e vamos continuar trabalhando muito para manter a redução dos números”, avaliou Eloy.

A redução também passa pela reestruturação do sistema prisional. Em Sergipe, não há registros de fugas recentes, o que também contribui diretamente na queda na incidência de homicídios. “Claro que temos problemas, mas estamos há dois anos e sete meses sem fugas no estado. Isso passa por um conjunto de ações dentro da administração penitenciária que impacta diretamente no comportamento dos criminosos e nos números dos crimes violentos no estado”, destacou Cristiano Barreto, secretário da Justiça e Defesa do Consumidor.