YoutubeFacebookTwitterInstagram
Reunião
Por Ascom | 14 de Mai de 2018, 18h32
Laércio recebe representantes da Associação de Segurança e Vigilância de Sergipe
Encontro aconteceu no escritório político do parlamentar, em Aracaju   
CompartilharWhatsapp internalFacebook internalTwitter internal
34ff590bb5a64523

Laércio Oliveira: "força tem quem se une!”

O deputado federal Laércio Oliveira recebeu a visita do presidente e demais representantes da Associação Recreativa de Segurança e Vigilância Privada do Estado de Sergipe. O encontro aconteceu no escritório político, em Aracaju.    

“Comecei o projeto da Associação em 2014 e procuramos o deputado porque sei que ele sempre foi de ouvir as pessoas. Ele sempre diz que é preciso se unir, unir os trabalhadores da vigilância para ter êxito. E sem união não tem sindicato, não tem associação, não tem organização, pois ninguém faz nada sozinho”, enfatizou o ex-presidente Lucimário Vanderlei.

“Estamos recomeçando o nosso projeto e quando organizar tudo vamos continuar fazendo o cadastro de associados. Nosso maior objetivo na Associação é proporcionar dias de lazer e diversão para todos aqueles que já trabalham em ambientes, muitas vezes, complicado e tenso, ter direito se divertir com os familiares e colegas de profissão”, explicou o presidente da Associação José Alves dos Santos, acrescentando que eles também pretendem fazer parcerias com instituições para conseguir cursos profissionalizantes e programas educacionais.   

“Vocês estão na diretoria e em toda instituição precisa de um líder, nesse caso da Associação o presidente é o líder e é quem vai levar as demandas de todos associados. Mas amanhã pode ser outra pessoa, com outras ideias. O cargo é passageiro, mas o que tem que ter sempre é a união entre vocês ou nada vai funcionar. Força tem, quem se une!”, enfatizou Laércio acrescentando que "achei uma excelente ideia deles em pensar no lazer e na educação. Vê-los pensando em melhorias para sua categoria é gratificante”. 

“Eu sou o presidente e não faço nada sozinho, qualquer decisão que tomo ou que tenha que tomar procuro todos eles explico e pergunto o que acham que podemos fazer para resolver, pois acho que devemos ouvir a opinião dos demais e chegar a um consenso”, disse o presidente da Associação.