YoutubeFacebookTwitterInstagram
OPINIÃO
Por Opinião | 24 de Out de 2017, 17h23
Nossa sergipanidade agoniza em praça pública
[*] Antônia Amorosa
CompartilharWhatsapp internalFacebook internalTwitter internal
Afe83daed065aff1

Amorosa: "Nossa sergipanidade é uma órfã menina à procura dos seus pais"

Nossa sergipanidade, possivelmente existente, agoniza em praça pública. Hoje mesmo, um dia para ela consagrada, o que há, senão textos que massageiam, dolorosamente, umbigos inflamados de ninguém! 

Tal qual a “Invenção do Nordeste”, somos parecidos com tantos outros, e tão pouco diferentes. Nossa sergipanidade é uma órfã menina à procura dos seus pais. Citada, mas não cuidada; existente, ignorada. 

Na hora de dizer-se sobre Sergipe, creiam, levarão para nos representar quase tudo - menos, a menina que apelidam por sergipanidade. Se falta amor por ela, deixa de existir. 

E sendo sustentada a duras penas, com que força voará tal menina, seja na sua terra, ou qualquer outra que possa vir? Hoje é dia de pensar até onde nossa identidade é conhecida e respeitada. 

Ou se gostamos de brincar de sergipanidade! A verdade dói, mas é a única porta que nos levará à nossa verdadeira casa que está para além do que dizem ser da gente.

[*] É cantora e jornalista!