YoutubeFacebookTwitterInstagram
DEFINIÇÃO PARCIAL
Por Portal Infonet | 17 de Mai de 2018, 15h22
Oposição divulga chapa ao governo sem definir vice
Nome será definido nas convenções partidárias, com a ampliação do debate junto aos partidos
CompartilharWhatsapp internalFacebook internalTwitter internal
42db2a428f1606cd

Oposição: Amorim, André Moura e Heleno são pré-candidatos majoritários

A chapa de oposição que concorrerá ao governo nas próximas eleições está quase fechada. Na próxima sexta-feira, 18, durante coletiva para anunciar as pré-candidaturas majoritárias do grupo de oposição serão anunciados o nome de Eduardo Amorim (PSDB) para o governo do Estado e para as vagas de Senado os nomes de André Moura (PSC) e Pastor Heleno (PR). Até o momento, os nomes mais cotados para a vaga de vice são da deputada estadual Silvia Fontes (PDT) e da vice-prefeita de Itabaianinha, Janier Mota (PR).

Segundo a assessoria de comunicação do senador Eduardo Amorim, a divulgação dos nomes para as pré-candidaturas majoritárias tem o intuito de afirmar quem serão os nomes ao Senado e “tirar a dúvida de que André Moura seria candidato ao governo do Estado”.

Já o nome para a vaga de vice-governador só deve ser definido nas convenções partidárias, pois o grupo pretende ampliar o debate com os partidos da chapa. “Existe o entendimento que deveríamos ter uma mulher forte em nossa chapa, mas existem outros nomes importantes sendo apontados. Ainda não podemos confirmar o vice e acredito que só será fechado próximo as eleições”, comenta um correligionário do grupo de oposição.

A coletiva de anúncio ocorrerá nesta sexta-feira, 18, às 7h, na sede do Diretório Estadual do PSDB Sergipe, localizado na rua Frei Paulo, 444 - bairro Suissa.

PDT indefinido

Parte do PDT não aceita o nome de Eliane Aquino (PT) para a vaga de pré-candidata a vice de Belivaldo Chagas (PSD) e outros não aceitam o nome de Jackson Barreto (PMDB) para o Senado, desde que este apoiou o padre Inaldo para a prefeitura de Nossa Senhora do Socorro em 2016. Sendo assim, o PDT, que está com o governo do Estado, até então pode mudar de lado. Assim, afirma uma fonte do partido ao Portal Infonet.