522eb5e945a1c35b
YoutubeFacebookTwitterInstagram
Segurança pública
Por ASN | 14 de Mai de 2019, 15h11
Sergipe supera os 30% de redução de crimes violentos no primeiro trimestre
Essa é menor taxa registrada em sete anos
CompartilharWhatsapp internalFacebook internalTwitter internal
8b176e832675f964

Apenas quatro estados apresentaram taxas maiores que 30%: Ceará, Amapá, Sergipe e Rio Grande do Norte

O Monitor da Violência, uma parceria do Portal G1 com o Núcleo de Estudos da Violência da USP e o Fórum Brasileiro de Segurança Pública, divulgou nessa segunda-feira,13, que as taxas de crimes violentos diminuíram 24% em todo o Brasil. Apenas quatro estados apresentaram taxas maiores que 30%: Ceará, Amapá, Sergipe e Rio Grande do Norte.

Isso quer dizer que o país teve 3,2 mil mortes violentas a menos em janeiro, fevereiro e março deste ano em relação a 2018. O número de assassinatos, porém, continua alto. Em Sergipe, a redução do primeiro trimestre de 2019 no estado foi de 33,8%, com 102 casos a menos que o mesmo período de 2018, a menor taxa em sete anos.

Os números atestados pelo Monitor da Violência, pelo Núcleo de Estudos da Violência da USP e o próprio Fórum Brasileiro de Segurança Pública confirmam dados que estão sendo divulgados periodicamente pela Secretaria da Segurança Pública de Sergipe.

Os especialistas e estudiosos na área da Segurança Pública avaliam que os motivos por trás da queda, segundo o pesquisador do NEV-USP Bruno Paes Manso e o diretor-presidente do FBSP, Renato Sérgio de Lima, são a diminuição da tensão entre as facções depois da crise nos presídios, mais instrumentos para atuar no comando das facções rivais, o compartilhamento de políticas públicas entre todas as esferas, os programas estaduais de redução da violência, a criação do Sistema Único de Segurança Pública e a pressão da opinião pública.

João Eloy lembra que a tendência de redução é mostrada pela SSP desde 2017 e acredita que Sergipe alcançará números ainda melhores em 2019. “A tendência é que a taxa de homicídios continue diminuindo. Tivemos um ápice em 2016, com números que incomodaram a todos. Em uma análise do primeiro trimestre de 2019, no comparativo com 2016, nossa redução alcança 41%. São números consistentes e que mostram que estamos no caminho correto”, explicou.

Mesmo com a desmobilização da Força Nacional no Estado, por meio do trabalho integrado entre a instituição federal e as que compõem a Segurança Pública de Sergipe, os índices dos primeiros meses de 2019 comprovam que a atuação estratégica da SSP tende a manter a redução dos crimes. O secretário de Segurança Pública, João Eloy de Menezes, atribui a diminuição ao planejamento elaborado desde 2017 e à integração entre as forças policiais.

“Estudamos semanalmente o comportamento da criminalidade em Sergipe. Intensificamos a atuação dos nossos policiais nas áreas mais problemáticas, com o policiamento ostensivo e investigações com foco no tráfico de drogas e homicídios”, explicou.