YoutubeFacebookTwitterInstagram
DE OLHO
Por Sindijor | 01 de Set de 2017, 16h09
Sindijor repudia demissões na TV Sergipe
Ampliará fiscalização na afiliada da Rede Globo
CompartilharWhatsapp internalFacebook internalTwitter internal
3af5b3f3ff517545

O SINDIJOR lamenta a postura da TV Sergipe

O Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Estado de Sergipe (SINDIJOR-SE), entidade de classe que representa os Jornalistas e o Jornalismo em Sergipe, vem a público repudiar as constantes demissões de jornalistas e demais profissionais do campo jornalístico na TV Sergipe, afiliada da Rede Globo.

Na mais recente lista de demitidos estão os jornalistas Carlos França, experiente profissional que muito orgulha o Jornalismo sergipano, e Renato D’Avila, produtor jornalístico do Portal G1 Sergipe, que é deficiente visual, além de mais quatro profissionais, entre eles, dois da área de edição.

A direção da emissora atribui o enxugamento do Departamento de Jornalismo à crise financeira, bem como atende aos novos proprietários da emissora (Grupo Integração), que compraram metade das ações da Rádio e TV Sergipe.

Procurada por representantes do SINDIJOR, a empresa jornalística admitiu a dispensa dos profissionais de imprensa, mas negou a execução de um projeto de demissão em massa.

O SINDIJOR lamenta a postura da TV Sergipe e teme que a atual onda de demissões represente uma estratégia das empresas antes da entrada em vigor da reforma trabalhista, que permite a precarização da mão de obra.

O Sindicato coloca a sua assessoria jurídica a disposição dos profissionais demitidos e estará acompanhando o processo de mudanças no Jornalismo da TV Sergipe, com a chegada do grupo mineiro ao comando da emissora, a fim de que todos os direitos dos jornalistas sejam respeitados.