YoutubeFacebookTwitterInstagram
INTERIOR
Por Ascom | 12 de Jan de 2018, 18h38
Jackson visita obra em Dores e autoriza acesso a ponto turístico de Cumbe
A implantação de esgotamento em Dores irá propiciar a coleta e tratamento de esgoto sanitário em aproximadamente 80% da área urbana do município, atendendo 22.800 pessoas
CompartilharWhatsapp internalFacebook internalTwitter internal
0e1fe723e9515a00

Obra é investimento de R$ 30 milhões

O governo de Sergipe investe R$ 30 milhões para implantar o sistema de Esgotamento Sanitário da sede municipal de Nossa Senhora Dores. Nesta sexta-feira (12), o governador Jackson Barreto e o vice-governador Belivaldo Chagas visitaram as obras no município do Médio Sertão. Com recursos do Programa Águas de Sergipe, a previsão é que a obra seja concluída em um prazo de 90 dias.

Segundo o governador, a implantação irá propiciar a coleta e tratamento de esgoto sanitário em aproximadamente 80% da área urbana do município, atendendo 22.800 pessoas com 6.000 ligações de esgoto sanitário.

“Tenho certeza que se trata da obra mais importante que Nossa Senhora das Dores já recebeu. Aqui, estamos cuidando da saúde da população do município. É uma obra que atende a seis mil domicílios com esgotamento sanitário e possui uma estação de tratamento construída dentro do que existe de mais moderno nessa área. Ela é fruto de um financiamento do Banco Mundial e sua grandiosidade demonstra o nosso amor a Nossa Senhora das Dores, ao seu povo e, acima de tudo, o compromisso com o meio ambiente. Assim, cuidamos também do Rio Sergipe ao preservamos sua bacia hidrográfica, já que o rio Siriri é afluente do Rio Sergipe. É uma obra em favor da vida, com a qual daremos qualidade de vida aos dorenses. Estamos investindo na população atual de Dores, cuidando das futuras gerações da cidade e de toda a região”.

O secretário de Estado do Meio Ambiente e Recursos Hídricos, Olivier Chagas, expôs que a obra tem um cunho ambiental direto, pois faz com que os corpos hídricos do estado não recebam água poluída. “Nós estamos cuidando do meio ambiente, o que tem uma importância muito grande. A água é um bem muito precioso e hoje já estamos percebendo a sua carência as dificuldades no acesso aos recursos hídricos. Essa obra é uma maneira do governo cuidar da bacia do rio Sergipe".

Glaudstone de Sá, 25, é morador do município e trabalha em um quiosque próximo a umas das ruas que recebeu a rede coletora. O jovem ressaltou que os benefícios da ação são inúmeros. “Sem o esgoto a céu aberto, melhora tanto a saúde da população quanto a cidade como um todo, que fica com um aspecto mais bonito”.

Para Belivaldo Chagas, acima do valor investido na obra, está o seu valor social e ambiental. “ Tratamos aqui da saúde da população. Mas outro aspecto é que esgotamento acaba elevando a autoestima dos dorenses também, ninguém quer ter uma residência com o esgoto correndo a céu aberto. É uma realização que tem um efeito muito grande na vida das pessoas”.

D5e5263cb55cc934Em Cumbe, o governador assinou ordem de serviço autorizando o início das obras de pavimentação asfáltica do acesso ao Balneário João Vieira

Obras

Já foram concluídos os serviços de implantação da Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) e da Estação Elevatória. Ao final, estima-se que mais de 46 litros por segundo de esgoto deixarão de ser jogados “in natura” no rio Siriri, passando agora por tratamento a nível terciário. A implantação das redes coletoras de esgotos já atinge 95% de execução, como explicou o presidente da Deso, Carlos Melo. 

“É uma obra que a população não enxerga, pois fica enterrada, mas de grande valor. O esgoto hoje corre pela sarjeta. Com a obra concluída, o esgoto vai entrar nessas caixinhas, ser bombeado para a estação de tratamento, onde todo o processo de tratamento vai ser feito para que ele possa ser devolvido de uma forma aceitável para a natureza”, disse Carlos Melo.

O presidente esclareceu também que, anteriormente, o esgotamento sanitário era lançado em manilhas as quais deveriam ser destinadas somente às águas fluviais. “Foi feito 49 quilômetros de rede dentro da cidade, a reposição de todo o pavimento e a construção dessa estação de tratamento que abastece toda a população. Inicialmente, eram previstas apenas três mil ligações, fizemos mais de seis mil ligações, ou seja, são mais de seis mil residências que terão a coleta e tratamento de esgoto".

Conforme o portal Terra Ambiental, investir em saneamento básico é investir em saúde. A cada R$ 1,00 gasto com tratamento de esgoto, são economizados R$ 4,00 em saúde pública.

O prefeito de Nossa Senhora das Dores, Thiago de Souza, que também é médico, ressalvou a importância da rede. “ Essa ação do governo Jackson Barreto é a maior obra do nosso município. Uma iniciativa que beneficia todas as classes sociais, é um grande investimento em saúde pública. É isso que a gente espera de um governo: o cuidado com os nossos cidadãos. Isso vai impactar, com certeza, na saúde de cada um dos moradores do município”. 

Thiago falou ainda da valorização das casas de Dores a partir do esgotamento sanitário. “Na medida em que deixamos a cidade mais bonita, existe uma consequente valorização e um ganho real para cada morador. Não só em termos de saúde pública, mas também em termos de usufruir de uma cidade mais limpa e organizada”.

Na cidade, Jackson também anunciou que reformará o Colégio Estadual Fernando Azevedo e algumas vias da cidade. “Quando vim à procissão de Nossa Senhora das Dores, observei algumas ruas onde a pavimentação asfáltica está praticamente destruída, como na Marechal Deodoro, na rua da capela, ao redor da Praça Joel Nascimento, na rua Edézio Vieira de Melo entre outras. Vamos refazer”.

D999a329f3d83d7dJá foram concluías as obras de implantação da Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) e da Estação Elevatória

Cumbe

Em Cumbe, o governador assinou ordem de serviço autorizando o início das obras de pavimentação asfáltica do acesso ao Balneário João Vieira. Serão duas cujo investimentos é de R$ 742.250,29.

De acordo com o prefeito Marcelo Moraes, com a autorização, o governador cumpre uma promessa feita em 2014. “Foi um sonho que iniciamos em 2014. Hoje, agradeço ao governo do Estado. Com toda a dificuldade na obtenção de recursos da gestão estadual, o governador fez questão de, antes do carnaval, realizar essa obra. Esse acesso vai dar alegria ao povo de Cumbe, pois o açude é muito movimentado principalmente no carnaval”.

Renata Leite costuma frequentar o espaço de lazer com sua família. “Estou muito feliz com essa notícia, o acesso vai facilitar muito. Vou sempre no balneário com minhas filhas porque é muito bom. O local reúne muitas pessoas até de fora e em tempo de carnaval é melhor ainda”. 

Originalmente um açude construído pelo DNOCS, o local foi transformado em balneário na primeira gestão do atual prefeito Marcelo Moraes, recebendo o nome de Balneário João Vieira, ex-prefeito falecido do município. O Balneário dista 700 metros da cidade na direção ao povoado Saco Grande, norte da sede, próximo a Dores. A pavimentação do acesso é um antigo anseio da população, pois o local recebe centenas de visitantes em fins de semana e feriados. O espaço de lazer abrange o antigo açude e possui quiosques, parque infantil e praça de eventos.

“Fazer essa rodovia foi uma questão de consciência, pelo compromisso que tenho com o povo de Cumbe. O governo passa por muitas dificuldades devido à política econômica federal e prefeitos e governadores têm pagado o preço. Marcelo me disse que precisava dessa obra até o carnaval e fizemos o possível para concretizar esse sonho que vai mudar a cara desse município, já que o balneário é um grande atrativo de lazer e turístico para essa região”, enfatizou o governador.

O prefeito Marcelo informou que, após o carnaval, construirá na via um canteiro para que a população possa fazer caminhadas até o açude.