YoutubeFacebookTwitterInstagram
NÃO DEU
Por VEJA.COM | 16 de Ago de 2017, 17h22
Câmara de Teresina rejeita conceder título de cidadão a Doria
Vereador do PSL cita parceria do prefeito paulistano com prefeitura local para justificar honraria, mas projeto teve 18 votos, dois a menos do que precisava
CompartilharWhatsapp internalFacebook internalTwitter internal
194bb88b7e46005c

Cotado como um dos presidenciáveis para 2018, o prefeito João Doria (PSDB-SP) intensificou a agenda política pelo Brasil (William Volcov/Brazil Photo Press/LatinContent/Getty Images)

A Câmara dos Vereadores de Teresina rejeitou um projeto para conceder ao prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB), o título de cidadão da capital piauiense. A proposta do vereador Luís André (PSL) teve dezoito votos a favor e oito contra, mas precisava da aprovação de vinte políticos para entrar em vigor. Houve uma abstenção e dois ausentes na sessão.

A VEJA Luís André afirmou que pretendia aproveitar as viagens do prefeito a cidades nordestinas para levá-lo a Teresina. Ele defendeu que Doria merecia o título por ter firmado um acordo de cooperação técnica com a prefeitura local, chefiada pelo tucano Firmino Filho. “O Doria está incentivando as empresas privadas a fazerem projetos inteligentes com a iniciativa pública. Temos que reconhecer o que é positivo. O prefeito da maior cidade do país está fazendo muito e gastando pouco”, disse.

Vereadores que votaram contra a iniciativa reclamaram que Doria não tinha feito nada que justificasse a concessão da honraria. “É inaceitável dar um título a um cidadão que nunca pisou na nossa capital, que não fez obra nenhuma e que não tem nada que chame a atenção dos teresinenses, a não ser sua candidatura e o que ele faz em São Paulo”, disse o major Paulo Roberto (SD), que se absteve de votar.

Uma vereadora se atrapalhou e errou até o cargo de Doria. Graça Amorim (PMB), que votou contra a concessão do título, chamou o tucano de governador de São Paulo. Já o vereador Edson Melo (PSDB), a favor da homenagem, afirmou que Teresina não tinha nada a perder se aprovasse a honraria ao prefeito. “Seria muito grosseiro negar esse título.”

Doria trava uma disputa silenciosa com o governador paulista, Geraldo Alckmin, para ser o candidato do PSDB à Presidência da República nas eleições de 2018. O prefeito, que intensificou sua agenda de viagens pelo Brasil, foi recebido nesta quarta com protestos em Natal, onde recebeu o título de cidadão natalense.

As viagens do tucano coincidem com o início da caravana que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) fará pelo Nordeste. O petista desembarcará em Salvador, nesta quinta, para um giro de vinte dias pelos nove estados da região.