YoutubeFacebookTwitterInstagram
SEM ESCLARECIMENTO
Por Agência Brasil | 08 de Ago de 2018, 11h31
'Envolvimento de agentes do Estado e de políticos dificulta caso Marielle', diz ministro
Ao ser perguntado se ramificações no Parlamento e na própria polícia atrapalham as investigações, Jungmann disse que sim
CompartilharWhatsapp internalFacebook internalTwitter internal
9a8de890cc66b9bc

Ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann, durante entrevista ao 'Entre Aspas', da GloboNews. (Foto: Reprodução / GloboNews)

ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann, disse em entrevista ao programa “Entre Aspas”, da GloboNews, nesta terça-feira (7), que a dificuldade em esclarecer as mortes da vereadora Marielle Franco (PSol-RJ) e o motorista dela, Anderson Gomes, está no envolvimento de agentes do Estado e de políticos.

“São duas (as dificuldades). Em primeiro lugar é o fato, que é difícil de te responder... Com as informações que tenho, eu não posso trazer todas aqui porque senão eu criaria problemas para a própria investigação. Em segundo lugar, a complexidade. Esse assassinato da Marielle envolve agentes do Estado. Envolve, inclusive, setores ligados seja a órgãos de setores do Estado seja a órgãos de representação política”.

'Rede bastante ampla'

Ao ser perguntado se ramificações no Parlamento e na própria polícia atrapalham as investigações, Jungmann disse que sim. “Eu diria que sim. Esse é um dos problemas que existem. A complexidade deriva do profissionalismo que ele (o crime) foi feito e o fato de que tem uma rede, digamos, de intersecção, que eu poderia chamar daqueles que têm interesse que aquilo acontecesse. É bastante ampla. Daí a grande dificuldade que se tem para esclarecer esse caso", afirmou o ministro.

Jungmann acredita que o caso será esclarecido até o fim do ano. “Nós da Política Federal (PF) estamos dando todo o apoio. A Polícia Rodoviária Federal (PRF), a Força Nacional, a inteligência nacional colaboram”.