YoutubeFacebookTwitterInstagram
Senado
Por Agência Senado | 12 de Dez de 2019, 13h00
Sancionada lei que inclui Tobias Barreto no Livro dos Heróis da Pátria
Homenagem foi aprovada na Casa em 2016
CompartilharWhatsapp internalFacebook internalTwitter internal
8ebc7127d5d28b11

Poeta e jurista, Tobias Barreto se notabilizou pelas ideias abolicionistas e igualitárias

Foi sancionada na terça-feira, 10, a Lei 13.927, que inscreve o nome de Tobias Barreto de Menezes - filósofo, jurista, poeta e crítico - no Livro dos Heróis da Pátria. A homenagem é oriunda do PLS 523/2015, aprovada na Câmara no início de outubro e no Senado em 2016. 

Tobias Barreto nasceu na vila sergipana de Campos em 7 de junho de 1839 e faleceu em Recife em 27 de junho de 1889. É o patrono da cadeira número 38 da Academia Brasileira de Letras - ABL -, por escolha do fundador, seu discípulo e amigo Sílvio Romero. O poeta e jurista influenciou a literatura com ideias abolicionistas e igualitárias. Como escritor, foi fundador do condoreirismo, parte da terceira fase do romantismo no Brasil, marcada pela temática social e pela defesa de ideias igualitárias, em especial associada ao movimento abolicionista e à causa republicana.

O livro fica guardado no Panteão da Pátria e da Liberdade Tancredo Neves, na Praça dos Três Poderes, em Brasília.

Imagem: Agência Senado/Blog da Biblioteca Nacional