YoutubeFacebookTwitterInstagram
Luto
Por G1 | 10 de Set de 2018, 18h24
Vereador de Maceió é assassinado a facadas. Autor do crime é preso na Paraíba
Enterro ocorreu no domingo, 9, sob forte comoção popular
CompartilharWhatsapp internalFacebook internalTwitter internal
21bc57053317b66f

Vereador Silvânio Barbosa, MDB (Foto: Internet)

O vereador por Maceió, Silvânio Barbosa (MDB), de 45 anos, foi encontrado morto dentro do apartamento em que morava no bairro do Benedito Bentes, parte alta da capital, no sábado, 8.  A informação foi confirmada pela assessoria da Câmara de Vereadores e pela Polícia Militar.

Um suspeito foi preso na Paraíba e confessou que o matou a facadas para roubar. Ele disse que o crime foi cometido na quinta-feira, 6.

A PM disse que o corpo tinha marcas de perfurações no tórax, abdômen, pernas e costas, estava nu e com um travesseiro na cabeça. O apartamento, localizado no Residencial Central Park, está revirado e com manchas de sangue, e o carro do vereador foi roubado.

"Recebemos o chamado do assessor do vereador, que disse que não conseguia contato com ele há dois dias, o que não era comum. Ele tinha uma chave e entrou, e viu o vereador morto. Chegamos aqui e o Samu [Serviço de Atendimento Móvel de Urgência] constatou a morte", disse o sub-tenente Heleno, supervisor do 5° Batalhão da PM.

"A última vez que o vi foi há dois dias, por volta das 9h15. Ele estava bem, feliz conversando. O apartamento dele também era bem movimentado, principalmente aos finais de semana", relata o vizinho Jefferson Marinho Viana, fiscal da Vigilância Sanitária.

O irmão do vereador disse, em entrevista ao G1, que as ameaças de morte contra Barbosa eram constantes. Ele, no entanto, "achava graça".

O Instituto de Medicina Legal (IML) e o Instituto de Criminalística (IC) foram acionados para o local. O corpo foi liberado no início da noite, para velório na quadra do Colégio Fantástico, no mesmo bairro onde ele morava.

Por meio de nota à imprensa, a Perícia Oficial informou que tem dez dias para encaminhar o resultado dos exames de local do crime e de necropsia para a delegacia responsável, e que não vai divulgar nenhuma informação dos laudos para não atrapalhar as investigações.

O enterro do corpo de Silvânio Barbosa ocorreu na tarde de domingo, 10, sob forte comoção popular.