Aparte
Religião e política: homenagem gera polêmica em Nossa Senhora Aparecida

Na terra de Aparecida, religião e política não se misturam

Uma sessão solene da Câmara de Vereadores de Aparecida tem gerado polêmica. Primeiro, por ter sido realizada numa igreja; segundo por, consequentemente, a igreja ter sido o palanque de muitos discursos políticos.

Explicado melhor: os dois párocos do Município receberam títulos de cidadania aparecidense e, por isso, a realização da sessão na própria igreja. No entanto, segundo fontes locais, a celebração se tornou “um ato reprovável de politicagem e promoção pessoal”.

O site local Notícias Online publicou até artigo criticando a sessão. O texto diz: “Em que parte do Código Canônico está escrito? Que lei permite estas heresias? E mesmo que o dito cujo tenha “presenteado” a paróquia com um carro, barganhar com a fé o coração dos fiéis aí já é demais, como diria um famoso personagem de Ariano Suassuna. A coluna completa: “Dai a César o que é de César, e a Deus o que é de Deus”. 

Deixe seu Comentário

*Campos obrigatórios.