Aparte
Jozailto Lima

É jornalista há 37 anos, tem formação pela Unit e é fundador do Portal JLPolítica. É poeta.

Com viés crítico, Henri Clay e Rede declaram apoio para Edvaldo no segundo turno da eleição
Compartilhar

Henri Clay Andrade: não dá pra ficar em cima do muro

"Diante do que está posto nesse segundo turno, temos uma maior similitude e identidade programática com o PDT. Não negociamos e não queremos cargos. Mas a nossa orientação é a de declarar o voto no candidato do PDT, mantendo a postura crítica à gestão".

Foi com este tom que, em coletiva para a imprensa na tarde desta quarta-feira, 18, o presidente da Executiva Municipal da Rede Sustentabilidade de Aracaju, Henri Clay Santos Andrade, anunciou o apoio do partido à candidatura de reeleição do prefeito Edvaldo Nogueira, PDT, que disputa o segundo turno da eleição contra a candidata Delegada Danielle, Cidadania.

Henri Clay e Edvaldo Nogueira tiveram uma reunião prévia pela manhã. Segundo  o presidente do so Rede, após a votação do último domingo 15, o partido fechou o ciclo "em relação à coligação formada para a disputa de primeiro turno".

Neste sentido, ressaltou, enquanto partido político, o Rede não poderia ficar “em cima do muro” quanto à segunda etapa da disputa eleitoral na capital sergipana.

"Diante do que está posto nesse segundo turno, temos uma maior similitude e identidade programática com o PDT”, reiterou Henri Clay. Ele destacou que o Cidadania "é um partido que tomou um caminho à direita, conservador, privatista e autoritário, que não nos comporta".

De acordo com Henri Clay, cujo partido integrou oficialmente a coligação do PT no primeiro turno, o Rede vai seguir com “independência, livre das amarras do poder". 

"Não negociamos e não queremos cargos, mas a nossa orientação é de declarar o voto no candidato do PDT, mantendo a postura crítica à gestão. E isso é muito caro para nós do Rede", frisou ele.

Ainda durante a coletiva, o presidente da Executiva Municipal do Rede fez um balanço da atuação eleitoral do partido em Aracaju, que integrou a coligação do candidato petista Marcio Macêdo, e comemorou a vitória do candidato a vereador Ricardo Vasconcelos, um advogado como o próprio Henri Clay Andrade.

"Daqui pra frente, o partido, que tem autonomia, vai andar com as próprias pernas e com as características e o DNA que são próprios do Rede”, pontuou Henri Clay.

 

Ω Quer receber gratuitamente as principais notícias do JLPolítica no seu WhatsApp? Clique aqui.