Aparte
Calçadão de 16,5 km, da Atalaia ao Vaza-Barris, fará a diferença

Belivaldo Chagas: projeto causa muito boa impressão

Os governistas estão contando como uma obra marcante, que fará enorme bem a Aracaju e ao turismo do Estado inteiro, e estão em contagem regressiva para logo ver o início.

É assim que está sendo anunciado e esperado o Calçadão de 16,5 km, da Atalaia - ali das imediações de onde era o Hotel Parque dos Coqueiros, logo depois do Estacionamento do Amanda - até o Vaza-Barris.

A obra deve custar cerca de R$ 20 milhões, está em fase de licitação na Seplag, mas querem iniciá-la juntamente com o novo ano. “Creio que ela é uma obra para iniciar no começo de 2018”, admite Fábio Henrique, secretário de Estado do Turismo.

A obra tem a vantagem, ainda, de recuperar toda aquela parte degrada do fim da Atalaia até a Aruana - cujo pavimento foi feito no Governo de Albano Franco e está todo pipocando.

E vai cometer um outro gesto positivo, de fundo turístico e histórico: fará um anel na chamada Rodovia José Sarney para passar por trás do Cemitério dos Náufragos, de modo a gerar no entorno dele preservação e um nicho turístico.

Afinal, aquele cemitério guarda a memória dos mortos no bombardeio a navios na costa de Sergipe pelos alemães, no dia 15 de agosto de 1945, cujo mais famoso foi o Baependi, onde morreram 270 passageiros.

“É uma obra toda com iluminação de led, calçadão para caminhada, ciclovias, equipamento, área de convivência, faremos esse monumento aos náufragos, uma área com lojas e criaremos condições de lazer e de turismo que atraia muito europeu pela história do torpedeamento que levou o Brasil a entrar na II Guerra Mundial”, diz Fábio Henrique.

“O projeto que o Governo está desenhando causa muito boa impressão, por ser muito bonito, por valorizar uma área nobre da Capital e por reconhecer um sítio histórico, como o dos náufragos. Vai ficar a coisa mais linda do mundo”, reconhece o vice-governador Belivaldo Chagas. Os recursos serão do Prodetur - Programa Nacional de Desenvolvimento do Turismo. 

Deixe seu Comentário

*Campos obrigatórios.