Aparte
Entrevista: SEEB, CTB e mandato de Luciano PimenteI unem-se contra privatizações

Ivania Pereira e os bancários e Luciano Pimentel e assessores discutem o evento

O deputado estadual Luciano Pimentel, PSB, tem manifestado preocupação com as privatizações que os diversos níveis de governos no Brasil intentam fazer.

Luciano Pimentel já se manifestou contra a venda da Deso pelo Governo de Sergipe e fez pronunciamentos contra a intenção manifestada pela então presidente Dilma Rousseff de privatizar a Caixa.

Atento tudo isso, ele, o Sindicato dos Bancários do Estado de Sergipe e a Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil - CTB/SE - se uniram em parceria para realizar no dia 6 de outubro, às 9h, na Alese, a audiência pública “Em defesa dos bancos e das empresas públicas”.

Foi compreendido de imediato. “As audiências públicas são instrumentos extraordinários num Estado que é por excelência democrático. Esse é o papel fundamental da sociedade civil organizada e o caminho para vencer os desafios”, disse a presidente do Sindicato, Ivânia Pereira, que está articulado trabalhadores e trabalhadoras para o evento. Leia aqui entrevista com ela.

Além do Deso, que outra empresa pública sergipana corre o risco de privatização?
Ivânia Pereira -
Riscos, acho que correm todas possíveis no juízo de um governo sonhado há 20 anos e transformado num pesadelo. Para esta audiência pública, estamos convidando os sindicatos e os gestores representantes das empresas públicas para que todas estas dúvidas possam ser explicitadas.

A senhora acha que o Governo de Jackson Barreto tem espaço de tempo para vender a Deso ainda?
IP -
Acho que não. Preocupa-me mais o tempo que lhe resta para piorar a máquina pública e dificultar uma retomada por um novo governo de caráter popular que seja coerente com as despesas públicas.

Pra ficar mais na área de atuação da senhora e do seu sindicato, quais os riscos para a sociedade de o Banese ser privatizado?
IP -
O Banese é o coração da economia sergipana. A mola mestra do comércio e da cultura de Sergipe. Ele gera milhares de empregos diretos e indiretos. Não creio que o governador queira levar para sua biografia um pecado tão grande como este de vender o Banese.

No plano federal, que áreas estão sujeitas à privatização?
IP -
 Todas. Um governo que não atende ao artigo 1°, parágrafo único da Constituição Federal, no que trata do poder que emana do povo, consequentemente é capaz de qualquer coisa.

O Sindicato dos Bancários do Estado de Sergipe mantém a CEF no rol das instituições privatizáveis segundo os interesses do Governo?
IP -
O interesse do governo temerário é transformar em poeira cósmica, e em ativos dos bancos privados, o instrumento público que mais realizou sonhos dos brasileiros, que é a Caixa.

Qual a importância desta a Audiência Pública em parceria com o mandato do deputado Luciano Pimentel?
IP -
As audiências públicas são instrumentos extraordinários num Estado que é por excelência democrático. Esse é o papel fundamental da sociedade civil organizada e o caminho para vencer os desafios. O deputado Luciano Pimentel, um bancário, foi sensível à demanda do SEEB e de pronto reuniu sua equipe juntamente com a do Sindicato para construir esta audiência como um instrumento de levar as informações para todos os níveis do legislativo, do estadual ao municipal, e a toda a sociedade como meio de organizarmos uma contraofensiva a este projeto de desmonte do estado brasileiro, das empresas públicas e da indústria nacional.

O que o SEEB e a Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil - CTB – podem contribuir com este evento?
IP -
 As entidades de representação dos trabalhadores e das trabalhadoras discutem, sugerem e estabelecem a agenda de lutas. Neste sentido, o SEEB está mobilizando os segmentos da sociedade para participar deste momento.

Deixe seu Comentário

*Campos obrigatórios.