Aparte
Jozailto Lima

É jornalista há 38 anos, poeta e fundador do Portal JLPolítica. Colaboração Tanuza Oliveira.

Governador Belivaldo Chagas reafirma: "Não haverá ponto facultativo no Carnaval"
Compartilhar

Belivaldo Chagas: força-tarefa atuando em todo o Estado de Sergipe evite aglomeração

De acordo com o Decreto Estadual desta quinta-feira, 4, haverá expediente normal nas repartições públicas estaduais nos dias 15 e 16 e 17 de fevereiro de 2021, período alusivo ao Carnaval de 2021. O anúncio foi feito pelo governador Belivaldo Chagas durante coletiva de imprensa posterior à reunião com o Comitê Técnico-Científico e de Atividades Especiais - Ctcae -, que avaliou o cenário epidemiológico dos últimos dias e a projeção para as semanas seguintes no Estado.

Belivaldo destacou a adoção de medidas mais rígidas com relação à realização de eventos no período. Segundo o Decreto, fica proibida, entre os dias 11 a 21 de fevereiro de 2021, a realização de comemorações e festividades relacionadas ao Carnaval, incluídas confraternizações, eventos festivos, blocos, prévias carnavalescas, apresentações musicais, shows e similares com ou sem comercialização de ingressos, em ambientes públicos ou privados de uso comum.

Ficam suspensas, também, até o dia 21 de fevereiro de 2021, novas autorizações pela Secretaria de Estado da Saúde - SES - para realização de eventos (abertos ou fechados). Os eventos que já tenham sido previamente autorizados para a realização entre 11 a 21 de fevereiro de 2021, devem ser ratificados pelos interessados junto à Vigilância Sanitária da SES, com apresentação de plano detalhado sobre as medidas sanitárias a serem adotadas pelo estabelecimento, respeitada a limitação máxima de 50 pessoas em ambientes fechados e 75 em ambientes abertos.

O documento estabelece, ainda, que as atividades de fiscalização serão realizadas pela Vigilância Sanitária da SES, Procon/SE, Defesa Civil, Polícia Militar e pelo Corpo de Bombeiros, inclusive com poder para dispensar aglomerações de pessoas. Assim como recomenda que todos os municípios do estado de Sergipe, adotem de ações fiscalizadoras pelas guardas municipais ou demais órgãos de preservação da paz e saúde pública. 

“Vamos ter uma força-tarefa atuando em todo o Estado de Sergipe para que a gente evite a aglomeração de pessoas. Algumas pessoas questionam: e o setor privado? Para o setor privado, a recomendação do governo é suspender. E a expectativa é que o serviço público também acompanhe. O prefeito Edvaldo, por exemplo, já me garantiu que vai seguir a resolução do Comitê”, afirmou o governador.

No Brasil, além de Sergipe, outros 20 estados suspenderam os pontos-facultativos como medida restritiva e preventiva para conter a pandemia do novo coronavírus. Foram eles: PI, PB, PE, SP, PA, AM, RO, CE, GO, SC, RS, RN, AC, MG, RJ, BA, MT, AL, AP e PR. 

“Concordamos plenamente em suspender o ponto facultativo do Carnaval. Essa discussão já vinha sendo levantada em reuniões com a Frente Nacional de Prefeitos, quando defendemos que os gestores municipais adotassem essa medida e, agora, com a maioria dos governadores tomando a decisão, ela será sustentada. Então, a ideia é que realmente não tenha o ponto facultativo, para que a gente possa evitar aglomerações e, ao mesmo tempo, aquecer a economia, tão prejudicada em virtude da pandemia”, pontuou o prefeito de Aracaju, Edvaldo Nogueira.

Conforme a secretária de Estado da Saúde, Mércia Feitosa, os números da pandemia em Sergipe mostram, nas últimas três semanas epidemiológicas, uma discreta redução, mas não mostram, ainda, se a tendência será de queda ou crescente, por isso é necessário que todos se mantenham alerta. “Todas as medidas que estamos tomando, é justamente para manter esse cenário de estabilidade e queda, além da redução de média de óbitos. O momento, hoje, ainda é de alerta, o cuidado continua. Esse R de transmissão é algo que tem uma flutuação muito rápida. E com a presença de novas linhagens e com outras situações externas que estamos vivenciando, não dá pra deixar a gente em momento algum em situação confortável. A gente sempre alerta pra não relaxar, e sim, estar sempre implementando, a cada momento, novas ações”, esclareceu a gestora da SES .

VACINAÇÃO

O governador informou, ainda, que a partir da próxima semana, será discutido um calendário de vacinação para os idosos. ”Sergipe já atingiu 86% do público vacinado em função das vacinas que recebemos e vamos continuar avançando, mas para avançar ainda mais precisamos ter conhecimento da quantidade de vacinas que vamos receber. Vamos elaborar um calendário para começar a vacinar os idosos, a partir de 80, 85 ou 90 anos, também, em função da quantidade de vacinas que vamos receber. Já atingimos 70% dos profissionais de saúde vacinados, faltam 30%. O foco continua sendo os profissionais de saúde, mas dependendo, vamos começar a vacinar os idosos”.

Fonte: ASN

Foto: Mário Sousa 

 

Ω Quer receber gratuitamente as principais notícias do JLPolítica no seu WhatsApp? Clique aqui.

Deixe seu Comentário

*Campos obrigatórios.