Aparte
Jozailto Lima

É jornalista há 38 anos, poeta e fundador do Portal JLPolítica. Colaboração Tanuza Oliveira.

Grupo Samam faz 90 anos nesta quinta gerando 3,3 mil empregos e marcando profundamente a economia
Compartilhar

Seu Henrique Brandão Menezes: irrequieto e cativante, com infinita capacidade de agregar em torno de si colaboradores e familiares

A economia de Sergipe e do Brasil tem neste 26 de abril uma data muito especial a celebrar. A compartilhar. A impulsionar. Trata-se do dia em que o Grupo Samam - Sociedade Anônima Manoel Aguiar Menezes - completa 90 anos de uma notável existência. Tudo começa com a Casa das Louças, lá no distante 1928 e se desdobra em muito trabalho.

São nove décadas de dedicação aos negócios, às boas relações institucionais no âmbito do comércio, da economia, com muita ética, excepcional confiança nos e dos mercados local, regional e nacional e, sobretudo, muito acolhimento de uma infinidade de consumidores. Sob o teto do Grupo Samam, há 13 empresas bem-estruturadas, sólidas e competitivas. Todas senhoras de si e dos seus objetivos.

Reconhecidamente dedicado ao mercado de venda de automóveis, o Grupo é muito sinônimo disso. Mas, como ocorre às grandes organizações empresariais, o Grupo Samam vem há alguns anos se diversificando e abrindo seus tentáculos sobre o agronegócio, com a produção de coco verde, exportado para grande parte do Brasil, e a de álcool e açúcar.

Neste último negócio, com a Indústrias Taquari, o Grupo Samam cultiva 33 mil tarefas de cana e tem uma das usinas mais modernas do Nordeste, toda elétrica. Com mais de 3.300 funcionários, faturamento de R$ 600 milhões por ano e uma das maiores contribuições de ICMS do Estado de Sergipe, esse Grupo se insere no contexto das instituição empresariais a serviço não só de Sergipe, mas do Brasil.

Como ocorre com as maiores e mais longevas corporações empresariais do mundo, o Grupo Samam nasce assentado na visão empreendedora de uma família - vem de Manoel Botto de Aguiar Menezes, vai ao filho Manoel Aguiar Menezes, perpassa para o neto Henrique Brandão Menezes, que dá a tonalidade contemporânea ao que é hoje Grupo Samam e agrega filhos - Kátia, Manelito, Célia e Henrique Júnior - e netos no comando e na renovação dos negócios.

Tudo isso confere ao Grupo Samam um status raro na economia nacional, que é o de estar na quinta geração e sempre prospectando algo novo para tornar melhor o que faz pela sociedade e para agregar mais valores. Nisso, é forçoso e compulsório reconhecer o dom, a verve e a dedicação de Henrique Brandão Menezes, um camarada que no próximo dia 31 de julho vai fazer 80 anos, mas brilha os olhos frente aos destinos do Grupo como se fosse um jovem recém-entrado na casa dos 20 anos e que tem uma profunda identificação com a palavra trabalho.

Henrique Brandão Menezes é irrequieto, ativo, moderno, cativante, com uma infinita capacidade de agregar em torno de si colaboradores e familiares e, com isso, fazer a roda andar. Andar e se reinventar a cada dia. Ele é um clássico patriarca, com pulso dominante. Seu Henrique Menezes não nega que “a arte do comércio” e a de lidar com gente vem do DNA dos seus dois mais lembrados e queridos antepassados.

“As principais referências que meu pai - e meu avô também - deixou foram a valorização do trabalho e da família. Foram eles - o pai e o avô - que me ensinaram a arte do comércio. Porque, sim, o comércio é uma arte. Saber vender e saber comprar é uma arte, como outra qualquer. E eles a ensinaram a mim”, confirma Seu Henrique.

Henrique Brandão Menezes sonha um bom futuro para esses ensinamentos. “Espero que os jovens continuem nosso trabalho, perseverando, pois se não houver perseverança, se não acreditar, não dá certo”, diz. No presente, a obra empreendedora de Henrique Menezes já tem certificação.

“Gerador de milhares de empregos e um visionário, Henrique Brandão Menezes merece todas as homenagens possíveis pelo trabalho realizado à frente desse conglomerado que tanto orgulha os sergipanos”, diz o presidente da Federação das Indústrias de Sergipe, Eduardo Prado de Oliveira.

Este 26 de abril de 2018 é, portanto, um dia em que certamente milhares de sergipanos e brasileiros de outras regiões reconhecerão isso. Se somarão à importância disso. O Portal JLPolítica reconheceu e produziu um Suplemento Especial sobre o Grupo Samam e seus 90 anos. O conteúdo pode ser lido aqui e no portal do próprio Grupo Samam. Afinal, de fatos bons e positivos também se faz notícia.

Deixe seu Comentário

*Campos obrigatórios.