Aparte
Fábio Mitidieri defende medidas emergenciais para empresas que promovem eventos

Fábio Mitidieri encontra com o presidente da Abrape, Doreni Caramori, e o deputado Felipe Carreras

O deputado federal Fábio Mitidieri, PSD, esteve nesta quarta-feira, 10, em Brasília, em um café da manhã organizado pela Associação Brasileira dos Promotores de Eventos - Agrale - onde se comprometeu a apoiar as negociações no Congresso Nacional por medidas emergenciais para a sobrevivência das empresas e dos empregos ligados a esse setor. 

O segmento de eventos emprega mais de 2 milhões de pessoas,  gerando colocações que superam a indústria automobilística, por exemplo. Com mais de 97% das atividades paralisadas por causa da pandemia do novo coronavírus, a área de eventos na cultura e entretenimento no Brasil vive um cenário delicado com empresas enfrentando dificuldades financeiras onde já eliminaram mais de 450 mil postos de empregos.
Está previsto para ser votado hoje no Plenário da Câmara dos Deputados a urgência do Projeto de Lei que cria o Programa Emergencial de Retomada do Setor de Eventos – Perse. 

Ele obriga as instituições financeiras federais a disponibilizar para as empresas do setor linhas de crédito específicas para o fomento de atividades, capital de giro e para a aquisição de equipamentos e também da condição especial para renegociação de débitos que eventualmente essas empresas tenham mesmo se forem optantes do Simples Nacional. 

Fábio Mitidieri votará pela a aprovação do PL. E também vai conversar com o deputado federal Felipe Carreras, PSB, para melhorar o texto sugerindo um ano de carência no empréstimo financeiro e que ele seja subsidiado pelo Governo Federal.
Para o parlamentar sergipano, o principal objetivo neste momento é preservar o maior número de empregos e dar condição para as empresas seguirem atuando assim que superar a pandemia.

“É um setor que gera muita renda em todo o Brasil. Estamos sem eventos há mais de um ano por causa da pandemia e não podemos deixar um grande número de pessoas desamparadas. A proposta do projeto de lei, mas acredito que podemos aperfeiçoar o texto para ajudar ainda mais os empresários do setor”, afirmou.

Estiveram presente mais de 120 produtores de todo o Brasil. Entre os produtores de Sergipe estavam Fabiano Oliveira, organizador do Pré-Caju e vereador da capital, Gustavo Paixão, organizador da Odonto Fantasy, Teo Santana, que realiza grandes festivais, e o produtor teatral André Vilela.

Teo Santana ressalta que as dificuldades hoje são grandes. A sua empresa teve que demitir 80% das pessoas e disse que conta com uma ação do Congresso Nacional para não fechar a empresa.

"Fomos os primeiros a parar e ainda não temos nenhuma perspectiva de retorno. A dificuldade é muito grande e conto com o apoio da bancada sergipana, principalmente de Fábio Mitidieri, meu amigo e que já se mostrou sensível à nossa situação”, disse o empresário.

 

Ω Quer receber gratuitamente as principais notícias do JLPolítica no seu WhatsApp? Clique aqui.

Deixe seu Comentário

*Campos obrigatórios.