Aparte
Jozailto Lima

É jornalista há 39 anos, poeta e fundador do Portal JLPolítica. Colaboração / Tanuza Oliveira.

Alessandro Vieira vai à Justiça para afastar secretário por ato antivacina
Compartilhar

Alessandro Vieira: ignorância e maldade não devem definir as ações do Ministério da Saúde

O senador Alessandro Vieira, Cidadania, pediu à Justiça para afastar o secretário de Ciência, Tecnologia, Inovação e Insumos Estratégicos do Ministério da Saúde, Hélio Angotti Neto, responsável por uma nota técnica que classifica a hidroxicloroquina como eficaz contra a Covid-19 - o que não é verdade - e menospreza a vacinação.

"Não vamos aceitar que ignorância, maldade e/ou loucura definam as ações do Ministério da Saúde. Esse tipo de conduta é incoerente com a permanência no setor público. Se tivéssemos um Ministério Público trabalhando como historicamente trabalhou, ele já estaria afastado", afirmou Alessandro Vieira, que é membro titular da Frente Parlamentar Observatório da Pandemia, do Senado.

A ação popular também é assinada pelo deputado estadual Renan Ferreirinha (RJ) e pelo co-fundador do movimento de renovação política Acredito, José Frederico Lyra Netto. Vieira e os demais autores consideram a nota "absurda" e "antivacina". 

A afirmação contraria posição da Organização Mundial de Saúde - OMS -, da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e dos especialistas. A posição consta no documento no qual Angotti Neto baseou sua decisão de rejeitar protocolo aprovado pela Comissão Nacional de Incorporação de Tecnologias no Sistema Único de Saúde (Conitec) que contraindica o uso do "kit Covid", ou tratamento precoce, em pacientes em regime ambulatorial, ou seja, que não estão internados. Na nota técnica, o secretário faz diversas críticas ao protocolo aprovado pela Conitec.


Ω Quer receber gratuitamente as principais notícias do JLPolítica no seu WhatsApp? Clique aqui.

Deixe seu Comentário

*Campos obrigatórios.

Evenor Sena.
Quando fazem mim lembrar deste cabra , fico com raiva de mim. Não ė que votei no traíra dissimulado!!!!! O pior é que não foi por falta de aviso, um ex secretário de segurança já havia mim dito quem era a peça.