Aparte
Jozailto Lima

É jornalista há 38 anos, poeta e fundador do Portal JLPolítica. Colaboração Tanuza Oliveira.

Betinho defende que grupo de Padre Inaldo tenha Carminha como candidata a deputada estadual
Compartilhar

Betinho: “Eu acho que ela tem vontade política de ser candidata”

O vereador Roberto Wagner Santos Cruz, o Betinho, MDB, presidente do Poder Legislativo de Nossa Senhora do Socorro, disse à Coluna Aparte nesta segunda-feira, 26, que vai encampar a bandeira de que o grupo liderado pelo prefeito Padre Inaldo Luis da Silva, PP, apresente e eleja uma representação genuinamente socorrense para a Assembleia Legislativa sergipana ano que vem.

“Defendo, sim, que devemos ter um nome para representar a nossa cidade e nosso grupo na Alese”, afirma o vereador. E aprofunda melhor a tese dele: “Concordo que o grupo do Padre Inaldo em Socorro deva ter um candidato específico à Assembleia Legislativa em 2022 a apresentar para o Estado, e isso pelo fato desse grupo ser o maior do município e de Socorro significar muito politicamente para Sergipe hoje”.

Betinho não faz rodeios em torno do nome a simbolizar esse projeto. Para ele, a candidatura deve encarnar na figura de Carminha. “Não foi o Padre Inaldo quem me disse, não foi ninguém mais do grupo que me soprou, mas pelo que vejo do serviço e do trabalho que ela tem prestado, pela boa relação que ela tem com a comunidade socorrense, acredito que o nome de consenso do grupo deva ser o de Carminha”, diz.

Betinho está falando de Maria do Carmo Paiva da Silva, 53 anos, uma assistência social de formação acadêmica que está no comando da Assistência Social do Governo de Nossa Senhora do Socorro desde 2017, o primeiro ano da gestão do prefeito Padre Inaldo Luis da Silva, PP.

Carminha é uma baiana de Paulo Afonso, mas já se acha uma sergipana por adoção pelo fato de estar em Sergipe há 33 anos - desses, são 32 em Socorro. Ela morou pouco mais de um ano em Aracaju, no Conjunto Augusto Franco, mas logo depois comprou uma casa no Conjunto João Alves, em Socorro, onde reside até hoje. Nunca se envolveu em disputa eleitoral.

Para Betinho, a sugestão do nome de Carminha está diretamente ligada a um suposto bom desempenho dela na esfera pública. “A Secretaria comanda por ela produz muito, e principalmente nesse momento de pandemia se destacou demais por dar assistência a uma parte da comunidade que estava de fato precisando”, diz.

Na visão de Betinho, Carminha traz, ainda, o benefício de harmonizar as intenções políticas de todos os militantes do grupo. “Eu tenho Carminha como um nome comum a todos. Acredito que ela é uma pessoa que hoje estaria preparada para ser esse nome do grupo inteiro. Assino embaixo como sendo a melhor pessoa pro consenso do grupo - meu, de meus amigos vereadores, de Padre Inaldo, de Zé Franco, do vice-prefeito Manelito Neto. Nós somos um grupo só, liderado pelo Padre e ele vai ter facilidade de apresentar e aprovar o nome dela para deputada, por ser de fato bom. E eu acho que ela tem vontade política de ser candidata”, diz Betinho. Bem, só resta consultar a própria Carminha. Ela é companheira do prefeito Padre Inaldo.

 

Ω Quer receber gratuitamente as principais notícias do JLPolítica no seu WhatsApp? Clique aqui.

Deixe seu Comentário

*Campos obrigatórios.