Aparte
Sukita é condenado mais uma vez pela Justiça; desta vez, por calúnia e difamação

Sukita: insultar honra e dignidade de pessoas é tradição deste deserdado da vida pública

O ex-prefeito de Capela, Manoel Messias Sukita, não cansa de aumentar sua ficha no judiciário. Desta vez a condenação é por danos morais, mediante ofensas e falsas afirmações sobre a vida pessoal do ex-prefeito de Ilha das Flores, Cristiano Cavalcante, que atualmente é esposo da atual prefeita do município do Leste Sergipano.

As ofensas contra Cavalcante, sua família e sua honra por parte de Sukita se enquadram como calúnia e difamação, dentro do que foi avaliado pelo judiciário. Vale ressaltar, inclusive, que não é a primeira vez que o ex-prefeito, que já chegou a ser preso três vezes por desvios de recursos públicos, é condenado por esta prática de crimes contra a honra das pessoas.

Ainda de acordo com a decisão, as postagens e afirmações de Sukita ultrapassaram o limite da crítica, um verdadeiro lapso de loucura por parte do ex-prefeito.

Com a decisão, ficou decidido o pagamento do valor de R$ 12 mil em danos morais, acrescido de 1% de juros ao mês a partir da data, bem como o pagamento das custas processuais e honorários de advogado no valor correspondente de 10% do valor total da ação.

 

Ω Quer receber gratuitamente as principais notícias do JLPolítica no seu WhatsApp? Clique aqui.