Aparte
Segundo vereador, Prefeitura realiza “desmonte” do Banese em Poço Redondo

Banese também é alvo de reclamações da população da cidade, de acordo com o parlamentar

Vereador na cidade de Poço Redondo, Luiz Alberto Laurindo Santos, o Luiz Alberto, PTdoB, chama a atenção da Coluna Aparte para certos descasos que, segundo ele, a Prefeitura Municipal vem comentando no município com relação ao Banese.

De acordo com o parlamentar, recentemente, a Administração Municipal fechou convênio com o Banco do Brasil - agência localizada na cidade de Canindé de São Francisco - para realizar o pagamento de uma parcela da folha de funcionários, tirando-a da agência do Banese em Poço Redondo.

“Ele (o prefeito Ademilson Chagas Junior, o Junior Chagas) tirou do Banese quase todos os contratados da Prefeitura, como os professores, e colocou para receber dinheiro no Banco do Brasil em Canindé. Você veja, com essa atitude, é para o Banese fechar em Poço Redondo, não ter movimento”, informa Luiz Alberto.

Além do mais, conforme informa o vereador, a população de Poço Redondo não está satisfeita com o funcionamento do Banese na cidade. Supostamente, servidores do banco, ao invés de prestarem atendimento na agência, estão encaminhando a clientela para o Ponto Banese, que não possui a mesma estrutura da instituição financeira.

Os moradores vem se queixando ainda do fato que o Banese em Poço Redondo fecha totalmente nos finais de semana e nos feriados, impedido o uso dos caixas eletrônicos e, consequentemente, obrigando os clientes a se deslocarem até a cidade de Canindé.

Para completar, o vereador denuncia ainda que a Prefeitura de Poço Redondo está coletando o lixo da cidade de forma inadequada. “Lá estão recolhendo numa caçamba. Não é num carro apropriado, o compactador”, afirma.