Aparte
Em Estância, MDB quer candidato a prefeito e pode ser Filadelfo Alexandre ou Gilson Andrade

Alexandre já foi vereador por três mandatos e vice-prefeito; já Gilson é o atual prefeito de Estância

O MDB de Sergipe está disposto a trabalhar dobrado neste ano de 2020 para ter um bom número de candidatos a prefeito e a vereador - prezando, sobretudo, pela qualidade - nesta eleições municipais e, claro, obter êxito com tais. Em Estância, por exemplo, o partido nesta semana anunciou que terá candidatura própria a prefeito.

Em conversa com a Coluna Aparte, o presidente do Diretório Municipal do MDB em Estância, Filadelfo Alexandre, 44 anos, informou que seu nome está à disposição do partido para compor ou mesmo disputar a vaga para prefeito na eleição. Ele tem experiência no currículo, uma longa estrada no MDB - está nele desde 1998 - e já disputou eleição como prefeito, mais precisamente em 2008, quando ficou em segundo lugar - obtendo 11.965 votos -, perdendo para Ivan Leite, que conquistou 19.040 eleitores. 

Formado em Direito pela Universidade Tiradentes, Alexandre iniciou a carreira política em 1996 quando foi eleito vereador. Ao todo, foram três mandatos. Ele foi também presidente da Câmara Municipal da cidade por dois mandatos e vice-prefeito de Estância - entre 2013 a 2016 -, na chapa de Carlos Magno. O presidente municipal do MDB também tem passagem pelo Governo do Estado. Já foi secretário adjunto do Trabalho e da Justiça, dando sua contribuição na gestão do ex-governador Marcelo Déda.

“O presidente em exercício do MDB em Sergipe, Sérgio Reis, fez-me o convite para disputar a eleição. Mas eu não aceitei ainda. Eu pedi um tempo para pensar, pois temos que reunir o grupo e definir isso em conjunto”, afirma Alexandre. Na reunião que deliberou sobre a candidatura própria, na última quarta-feira, 15, Sérgio afirmou que, prioritariamente, o partido pensa no nome de Alexandre, mas está aberto à discussão interna.

Pois, paralelo a esse convite a Filadelfo Alexandre, o MDB também está de olho em outros nomes para disputar a eleição em Estância, a exemplo do prefeito do Município, Gilson Andrade, que vai para reeleição e atualmente está sem partido.

“Existe a possibilidade de Gilson Andrade disputar pelo MDB. Ele recebeu o convite do presidente, tanto o meu, como o de Fábio Reis para se filiar ao partido, pois está sem sigla. O prefeito está para se filiar entre o PSD e o MDB, e ficou de definir este mês”, relata Filadelfo.

Desde o ano passado, Gilson é alvo de uma série de partidos e, curiosamente, todos eles sob o guarda-chuva do Governo do Estado, contra o qual ele votou nas eleições de 2018. Conforme essa Coluna já noticiou, o MDB de Fábio e Sérgio Reis é um desses e literalmente vem assediando o prefeito de Estância.

“Gilson Andrade se filiando ao MDB, naturalmente, ele será o candidato do nosso partido. Gilson Andrade não se filiando do MDB, automaticamente, eu serei o nome do partido para disputar a Prefeitura”, informa Alexandre Filadelfo.