Aparte
Creci-SE insiste em pedir ao Governo prioridade na vacinação dos corretores

Fausto Sobral: “Temos certeza que o governo será solidário à nossa causa”

A inclusão da categoria como prioridade já recebeu o apoio da Assembleia Legislativa de Sergipe. O Conselho Regional de Corretores de Imóveis de Sergipe - Creci-SE - segue lutando para que os corretores de imóveis sejam inclusos no grupo prioritário de vacinação contra a Covid-19.

O Conselho deve se reunir nos próximos dias com o governador Belivaldo Chagas, PSD, para que o objetivo desse pedido seja consolidado.

“O segmento já foi enquadrado como atividade essencial pelo Governo Federal e a Assembleia Legislativa de Sergipe já aprovou essa inclusão a partir de propositura encaminhada pelo deputado e também corretor Luciano Pimentel”, diz o presidente do Creci em Sergipe em exercício, Fausto Sobral.

A audiência, segundo Fausto Sobral, faz parte das ações desenvolvidas pelo Creci desde o início da pandemia, em março de 2020, em torno da retomada das atividades do mercado imobiliário de Sergipe.

De acordo com Fausto Sobral, a Secretaria de Estado de Saúde incluiu, durante reunião do Colegiado Interfederativo Estadual - CIE -, no início deste mês, os profissionais da construção civil como grupo prioritário. 

“A construção civil é um dos principais setores industriais de Sergipe e a maior geradora de emprego, abrangendo 94 atividades distintas, desde a produção de materiais como cimentos e louças, até a comercialização de equipamentos pesados como betoneiras e guindastes, e tudo isso tem como destino final a comercialização. A retomada da economia passa, portanto, pela construção civil, setor responsável por 25% do Produto Interno Bruto - PIB - no Estado”, diz Fausto.

“Nós, os corretores, estamos na ponta desse setor. Somos os responsáveis pela venda e locação dos imóveis construídos no estado, fazemos um trabalho presencial, dialogando com inúmeras pessoas diariamente e precisamos da imunização para consolidar a retomada das nossas atividades e avançar na economia local”, argumentou Sobral. 

No Estado de Sergipe existem cerca de seis mil corretores cadastrados junto ao Creci, sendo que 3,5 mil exercem atividade regular. A inclusão da categoria como prioridade recebeu apoio total da Assembleia Legislativa de Sergipe, que aprovou, por unanimidade, indicação nº 216/2021, do deputado Luciano Pimentel com esse objetivo. 

Apesar de não haver dados oficiais, o Conselho Regional dos Corretores de Imóveis de Sergipe, por meio do presidente em exercício, Fausto Sobral, afirma que é grande o número de representantes da classe acometidos pela Covid-19, tendo inclusive registro de óbitos.

“Temos certeza que o governo será solidário à nossa causa, até porque já conseguimos o apoio da sociedade civil e de nossos deputados estaduais. Nosso trabalho é necessário, mas exige presença física, o que gera alto risco de contaminação. Prova disso é que assumi a Presidência do Creci diante do contágio do presidente Sérgio Sobral, nosso titular”, diz o presidente em exercício.

 

Ω Quer receber gratuitamente as principais notícias do JLPolítica no seu WhatsApp? Clique aqui.