Aparte
Jozailto Lima

É jornalista há 37 anos, tem formação pela Unit e é fundador do Portal JLPolítica. É poeta.

Justiça Eleitoral concede liminar contra Alessandro e Danielle por difamação e ofensa a Edvaldo
Compartilhar

Alessandro Vieira: punição judiciária por atenda a Edvaldo

O juiz José Pereira Neto, da 27ª Zona Eleitoral, concedeu decisão liminar, nesta quarta-feira, 16, contra o senador Alessandro Vieira e a pré-candidata a prefeita Danielle Garcia por causa de declaração difamatória e ofensiva do parlamentar contra o prefeito Edvaldo Nogueira, autor da representação.

Em artigo publicado neste Portal, Alessandro Vieira fez graves acusações, sem provas, contra o gestor municipal de Aracaju, o que foi considerado, pela Justiça Eleitoral, tentativa de "favorecimento a Danielle Garcia", o que com a ação judicial fosse contra ambos. 

O magistrado determinou a retirada da publicação do ar e multa diária de R$ 1 mil, em caso de descumprimento eles.

"O contexto evidencia que a finalidade é tirar voto do reclamante e favorecer a candidata Danielle Garcia. Indiscutível o cunho de propaganda afrontosa à isonomia entre os candidatos. Observa-se também que a técnica, forma de comunicação, aliás, todo o discurso, significa explícito pedido de voto para a candidata preferida pelo orador. Assim, em vista dos requisitos legais, defiro a liminar solicitada para que a mensagem seja imediatamente excluída dos sites indicados na inicial. Fixo multa diária de mil reais, limitada a trinta mil, para caso de descumprimento desta decisão”, decidiu o juiz.

Na ação, a defesa de Edvaldo Nogueira apontou "opinião ofensiva e difamatória, sem os limites impostos à crítica e liberdade de expressão” por parte de Alessandro Vieira, em artigo de opinião pessoal publicado no Portal JL Política

Na texto pessoal, o parlamentar faz acusações contra o prefeito e o grupo político que ele integra de forma "ofensiva e caluniosa", o que se constitui "propaganda eleitoral negativa" contra o prefeito de Aracaju, conforme apontado por seus advogados na representação.

Na tarde desta quarta-feira, 16, a assessoria do senador Alessandro Vieira, Cidadania, solicitou ao Portal JLPolítica a retirada do artigo do ar. Foi atendida. 

A propósito desta decisão judicial, o senador Alessandro Vieira mandou a seguinte nota ao Portal.

"Respeito a decisão judicial, mas vamos recorrer por entender que nossa manifestação está dentro dos limites da lei. E mais importante: reitero integralmente o conteúdo do artigo censurado. É nítido o desespero daqueles que são capazes de tudo para se manter no poder, com as velhas práticas que prejudicam os cidadãos mais pobres. Alertar a população sobre a rede de mentiras financiada pelos poderosos é urgente".

OBS: Matéria editada em 16-09, às 18h23min.

 

Ω Quer receber gratuitamente as principais notícias do JLPolítica no seu WhatsApp? Clique aqui.