Politica & Emprego
Leandro Pereira Gomes

É mantenedor desta Coluna, social media e assessor de tecnologia dos canais do Portal JLPolítica.

Coluna Política & Emprego é um novo serviço do JLPolítica aos sergipanos
Compartilhar

Este espaço se propõe trazer informações relevantes sobre o mercado de trabalho, vagas de trabalho e tendências

No final dos anos 80, o então presidente americano Ronald Reagan dizia que a melhor política pública era a do emprego.

Com contribuição política, ou por consequência de uma maior liberdade econômica, fato é que o trabalho sempre foi fundamental e o emprego continua um alicerce da manutenção e do desenvolvimento de grande parte da vida em sociedade.

Ora, várias discussões aqui são possíveis, e se o mundo evoluiu no trabalho, saindo de sistemas escravagistas, ao passo que as tecnologias ainda não incorporam a robótica na substituição de mão de obra e serviços dos mais variados - como num futuro caótico, para não dizer despótico -, tem-se garantidas a continuidade e a necessidade dos trabalhos remunerados.

Mas isso, por si só, é garantia para o emprego? A informalidade cresceu, em configurações desse “cada um por si” inerente ao capitalismo, e para que a economia política compreendesse essa condição, a formalização da autonomia sobre o trabalho foi o caminho.

Por aqui, vários trabalhadores tornaram-se e tornam-se cada vez mais microempreendedores individuais, entre outras opções mais simples de negócio: trabalhadores sim, com menos direitos por um lado e com menos obrigações pelo outro, além de pagadores de impostos em condições mais simples e acessíveis.

Na realidade nacional, teve-se um crescimento da formalização do “empreendedor por necessidade”, aquele que, se não consegue alcançar uma maior autonomia, mantém pleno o interesse num emprego que garanta melhores condições e menores riscos para se desenvolver que como “novo empreendedor".

Trabalho mudou para o Home Office, e o emprego?

Em contrapartida para esse pleno interesse em emprego tem-se a ideia de pleno emprego. O significado desse último termo, composto por duas palavras tão positivas e significativas, opõe-se ao que se dispõe hoje com um desemprego agravado pelos tempos de pandemia e fechamento de vários negócios.

Pleno emprego, apesar do nome, não é algo que especialistas compreendam como o fim de todo o desemprego. Assim, percentuais de inatividade e informalidade não tão abaixo dos 5% tornaram-se o possível e o desejado em sociedades prósperas.

Longe de um exército de desempregados, como profetizava Karl Marx em seu O Capital, mas também não se tratando de um mundo ideal, só capaz de existir na cabeça de um filósofo.

No atual contexto foi compreendida a necessidade da criação de uma nova Coluna aqui no Portal JLPolítica, através da qual deseja-se relacionar o emprego à política de forma condizente e por uma ética utilitária, trazendo informações relevantes sobre o mercado de trabalho, orientações para profissionais autônomos através da consulta de especialistas, informações sobre concursos e formações profissionais acessíveis, além e sobretudo de vagas de trabalho, tendências e outras oportunidades.

Nasce, assim, no JLPolítica, a Coluna Política & Emprego, que dialoga com essa nova realidade e se propõe a ser uma parceria para os tantos leitores deste espaço. Uma Coluna mais associada pelas notícias da vida prática, que para caminhar junto ao interesse do leitor pede sua participação através de opiniões, críticas e sugestões que visem seu desenvolvimento.

Seja você bem-vindo e confira os conteúdos que foram selecionados para esta primeira semana da Coluna. E sobre a figura do autor, veja no alto do cabeçalho deste espaço. A Coluna Política & Emprego será postada pontualmente todas as segundas-feiras, mas atualizada no dia a dia, a depender dos novos fatos na esfera do emprego. Siga e participe.

 

Ω Quer receber gratuitamente as principais notícias do JLPolítica no seu WhatsApp? Clique aqui.

Deixe seu Comentário

*Campos obrigatórios.