Politica & Mulher
Fiaspe consegue apoio da vice-governadora para inserção de profissionais na educação

Reunião ocorreu nesta terça-feira, 23

A vice-governadora de Sergipe, Eliane Aquino, recebeu nesta terça-feira, 23, representantes da Frente Estadual Pela Inclusão de Assistentes Sociais e Psicólogos na Educação – Fiaspe – e firmou o compromisso de ser interlocutora da Frente no âmbito do Governo do Estado.

Para isso, ela propôs promover uma rodada de diálogo entre representantes da Frente e secretários de Estado, para que sejam discutidos caminhos com vistas a implementar a Lei 13.935, que prevê a inserção de profissionais de serviço social e psicologia na rede básica de educação.

A Lei Federal está em vigor no Brasil desde 2019 e, embora fixe o período de um ano para sua implementação em todo o território nacional, – prazo esgotado em novembro de 2020 - nem o Estado de Sergipe, nem os municípios sergipanos regulamentaram a legislação em âmbito local.

Uma das coordenadoras da Fiaspe, Itanamara Guedes, explica que a implementação da lei perpassa pela criação do cargo de assistente social e de psicólogo no âmbito da administração direta, pois atualmente não constam estes cargos no Plano de Cargos e Carreira do Estado.

“A regulamentação dos cargos vai contribuir com a inserção dos profissionais de serviço social e psicologia pela via do concurso público na rede pública de educação, mas também no âmbito de outras políticas sociais que vêm demandando os profissionais das duas áreas”, aponta a assistente social.

Itananamara acredita que o comprometimento da vice-governadora, de protagonizar esse diálogo com secretários estratégicos para a inserção dos assistentes sociais e psicólogos na educação, surtirá efeito. “Ficamos muito honrados em contar com esse apoio de peso para a defesa da nossa pauta no âmbito de Sergipe”, destaca.

Embora recente - criada no dia 4 de fevereiro deste ano - a Fiaspe vem cumprindo o papel de sensibilizar gestores, parlamentares e toda a sociedade sergipana para a importância da inserção de assistentes sociais e psicólogos na educação. Em pouco mais de um mês, a frente já conta com o apoio de representante do Poder Legislativo, Executivo, bem como de entidades como a União dos Dirigentes Municipais de Educação – Undime –, entidade que congrega os secretários de educação de todo o Estado.

 

Ω Quer receber gratuitamente as principais notícias do JLPolítica no seu WhatsApp? Clique aqui.